Avaliação da compactação do solo em sistema semeadura direta submetido ao trafego de conjuntos de transbordos graneleiros



Baixar 31.49 Kb.
Encontro20.11.2017
Tamanho31.49 Kb.



Avaliação da compactação do solo em sistema semeadura direta submetido ao trafego de conjuntos de transbordos graneleiros
Carlos Alexandre Wunsch (PIBIC/CNPq/Unioeste), Diandra Ganascini, Cristhian S Bettio, Lucas D Renosto, Flavio Gurgacz (Orientador), e-mail: carlosalexandre2701@hotmail.com
Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas/Cascavel, PR
Grande área e área: Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Palavras-chave: área de contato, umidade do solo, resistência a penetração.
Resumo
O sistema de semeadura direta tem como princípios básicos a não mobilização do solo e a rotação de culturas que auxilia no acúmulo de palha na superfície do solo. Dentre os equipamentos mais utilizados estão os transbordos, que fazem o transporte intermediário dos grãos da colhedora até o veículo de transporte final. Estes equipamentos têm como características elevadas capacidades de carga e consequentemente exercem altas pressões sobre seus eixos. Neste trabalho avaliou-se o efeito do tráfego de um transbordo de grãos em áreas de sistema de semeadura direta, tendo como resultados a densidade e a resistência do solo a penetração. O delineamento experimental foi em esquema fatorial 4 x 2 x 2, onde os níveis de carga do transbordo (3) e testemunha, e a condição de umidade do solo (2) e duas profundidades (0 a 10 e 10 a 20 cm). O maior valor médio de resistência a penetração ocorreu na condição de solo úmido. A adição de carga no transbordo afetou a camada mais superficial (0 a 10 cm).
Introdução
O sistema plantio direto tem como princípios básicos a não-mobilização do solo e sua constante cobertura superficial com resíduos vegetais (MAHL et al. 2008). No sistema de semeadura direta é realizada a rotação de culturas, mantendo sobre o solo cobertura morta ou palhada de culturas anteriores. O sistema de semeadura direta tem como benefício para o produtor rural economia nos gastos com máquinas, combustível e mão-de-obra, que se transforma em lucro para o produtor. Com a manutenção de palhada sobre o solo, a umidade do mesmo é preservada, mantendo um equilíbrio físico-químico de nutrientes para as culturas e aumento de matéria orgânica no solo. O efeito da compactação no desenvolvimento das raízes tem sido estudado por vários autores. A compactação do solo impede o crescimento das raízes em profundidade, fazendo com que se desenvolvam superficialmente, reduzindo a infiltração de água e, conseqüentemente, aumentando a erosão. A redução do volume de solo explorado pelas raízes eleva os riscos de deficiências hídricas e nutricionais das plantas (MORAES et al. 1995).

O teor de água do solo, no momento em que ocorre a pressão, é um fator determinante da intensidade de compactação (MACHADO et al. 2005).

Hilbig et al. (2007) diz que a compactação também diminui os espaços livres do solo e, conseqüentemente, a quantidade de oxigênio, o que pode ser limitante para o desempenho dos processos metabólicos da planta.

Uma das formas de caracterizar e avaliar o estado de compactação do solo é a utilização de penetrômetros, que são aparelhos capazes de determinar a resistência mecânica do solo à penetração de uma ponteira cônica. Com a utilização deste equipamento é possível saber quais áreas do campo estão excessivamente compactadas, que dificulta o crescimento das plantas, causando queda de produtividade. Apesar de certas limitações, usa-se a resistência à penetração do solo para avaliar seu estado de compactação, principalmente em função da facilidade de manuseio do equipamento e rapidez na obtenção dos resultados (MACHADO et al. 2005).

O papel das carretas de transbordo, em sistemas de colheita, é o transporte da matéria prima feito pelas colhedoras até os veículos de transporte. Elas representam, dessa forma, um elemento intermediário no sistema e são utilizadas com o objetivo de evitar que as colhedoras se desloquem aos veículos a cada enchimento do tanque graneleiro, a fim de descarregar a produção. A passagem dos pneus de maquinas agrícolas sobre o solo esta diretamente relacionada com os efeitos da compactação, pois ocorrem alterações na estrutura física do solo pela pressão que os pneus exercem sobre o mesmo.

Com o objetivo de avaliar o efeito do tráfego de maquinas sobre as características físicas do solo, foi realizado este trabalho de campo, com um conjunto de transbordo de grãos com diferentes cargas e umidade do solo.


Materiais e Métodos
O experimento foi realizado a campo e em laboratório. Os dados de campo foram coletados numa propriedade agrícola localizada na região de Cascavel-PR e encaminhados para o Laboratório de Máquinas Agrícolas (LAMA) pertencente a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), campus de Cascavel.

Foi avaliado um conjunto trator mais transbordo graneleiro com três níveis de carga, 10.580, 14.560 e 18.300 kg, que correspondem à vazio, 50% e 100% respectivamente, e também em duas condições de umidade do solo 27 e 32%.

Para obtenção da densidade do solo foi utilizado o método do anel volumétrico, seguindo metodologia proposta pela Embrapa (1997). Os anéis têm volume conhecido e após as coletas a campo, as amostras indeformadas foram colocadas em estufa à 105ºC por 24 horas e, para determinação da massa seca e posterior cálculo da densidade, de acordo com a Equação 1

(Equação 1)

A resistência do solo a penetração foi mensurada com um penetrômetro da marca Falker modelo Solostar, o qual é constituído de uma haste, um sensor de deslocamento e um coletor de dados que permite a coleta e armazenamento dos dados registrados a cada 1 cm de profundidade. Após a coleta os dados foram transferidos para uma planilha eletrônica e transformados em valores de pressão exercida pela haste (Mpa) na camada de 0 – 20 cm de profundidade.

O delineamento experimental foi em esquema fatorial 4 x 2 x 2, onde os níveis de carga do transbordo (3) e testemunha, e a condição de umidade do solo (2) e duas profundidades (0 a 10 e 10 a 20 cm). A testemunha foi considerada a média dos valores das avaliações feitas fora do rastro do transbordo distribuídas ao longo das parcelas. Os resultados foram submetidos a análise de variância e as médias comparadas a 5% de significância pelo teste de Tukey por meio do programa Sisvar.
Resultados e Discussão
Para os valores de densidade houve interação entre os fatores carga e profundidade e na Tabela 1 é apresentado a comparação de médias e o efeito do tráfego do conjunto de transbordo com três níveis de carga em relação a testemunha, em duas profundidades.

Tabela 1. Valores médios de densidade em g cm-3, em função da carga do transbordo em duas profundidades do solo.






Profundidade_(cm)__Test__0%'>Cargas do Transbordo

Profundidade (cm)

Test

0%

50%

100%

0 a 10

1,02 A a

1,10 AB a

1,12 B a

1,15 B a

10 a 20

1,14 A b

1,18 A b

1,17 A a

1,13 A a

A adição de carga no transbordo provocou um aumento significativo da densidade do solo na camada de 0 a 10 cm em relação a testemunha, porém o tráfego com o transbordo vazio (0%) não provocou alterações significativas na densidade. Por outro lado, na camada de 10 a 20 cm o aumento da carga não provocou alteração nos valores de densidade. Esse comportamento se deve ao fato de que na camada 10 a 20 cm a densidade do solo já possuía maior valor em relação a camada 0 a 10 cm, conforme comparação de médias da testemunha.

Na tabela 2 são apresentados os valores de resistência a penetração e umidade do solo, em duas profundidades, e duas condições de umidade do solo quando submetido ao tráfego do conjunto de um transbordo.

Tabela 2. Valores médios de resistência a penetração e umidade do solo, em duas profundidades, e duas condições de umidade do solo.





FV

RP (Mpa)

Umidade (%)







Condição do Solo

Seco

1273 A

26,4 A




Úmido

1399 B

31,9 B




Profundidade

(cm)

0 a 10

850 A

30,7 B




10 a 20

1821 B

27,6 A







DMS

112,8

1,22







CV

16,87

8,38

O valor médio de resistência a penetração foi significativamente maior quando o conjunto trafegou na condição de solo úmido em relação ao solo seco. No momento da determinação da resistência a penetração na camada superficial (0 a 10 cm) apresentou maior valor de umidade o que reduziu o valor de resistência a penetração em relação a camada mais profunda (10 a 20cm).
Conclusões
O tráfego do conjunto do transbordo com carga, altera as propriedades físicas em relação ao solo não trafegado.

O tráfego do conjunto aumentou a densidade na camada até 10 cm de profundidade e a cama da mais adensada (de 10 a 20) não sofreu alteração dos valores;



O trafego do conjunto em solo mais úmido aumentou a resistência do solo a penetração e a maior umidade na camada superficial, proporcionou menor valor de resistência.
Referências
EMBRAPA. (1997). Manual de métodos de análise de solo. Rio de Janeiro.
Hilbig, V. S.; Brandt, A. A.; Zink, A. D.; Reichert, J. M.; Reinert, D. J.; Horn, R. (2007). Palha sobre o solo dissipa a energia aplicada pelas máquinas agrícolas?. In Anais 31o Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Gramado, Rio Grande do Sul, Brasil.
Machado, A. L. T.; Reis, A. V. dos; Ferreira, M. F. P.; Machado, R. L. T.; Machado, A. L. C.; BAUER, G. B. (2005). Influência da pressão de inflação do pneu do trator na resistência do solo à penetração. Revista Brasileira Agrociência 11,481-486.
Mahl, D.; Silva, R. B.; Gamero, C. A.; Silva, P. R. A. (2008). Resistência do solo à penetração, cobertura vegetal e produtividade do milho em plantio direto escarificado. Acta Scientiarum. Agronomy 30,741-747.



: eventos -> eaicti -> eaictiAnais -> arquivos
arquivos -> Avaliação do efeito da clorexidina e do hipoclorito de sódio na cimentação adesiva de pinos – estudo in vitro
arquivos -> Análise clinicopatológica de tumores malignos de glândula salivar provenientes de uma casuística de Cascavel (PR) diagnosticados entre os anos de 2001 a 2015
arquivos -> Análise morfométrica dos tecidos gengivais de ratos castrados e com periodontite experimental
arquivos -> Eletrodo de hidroxiapatita para determinação de matéria orgânica
arquivos -> Aplicabilidade da acupuntura auricular no controle da dor, depressão e incapacidade em pacientes portadores de disfunção temporomandibular
arquivos -> Avaliação clínica comparativa entre duas técnicas cirúrgicas para recobrimento radicular em classes I e II de Miller
arquivos -> Análise do conhecimento a respeito da psiconeuroimunologia e do uso da abordagem holística pelos enfermeiros do município de Foz do Iguaçu-pr na prática diária
arquivos -> Estudo morfométrico do plexo submucoso do jejuno de ratos em modelo experimental de câncer tumor de Walker-256
arquivos -> Cateter central de inserção periférica: análise do uso na unidade de tratamento intensivo neonatal do Hospital Universitário do Oeste do Paraná
arquivos -> Avaliação de um verniz experimental a base de própolis aplicado sobre resina acrílica macia. Efeito sobre Candida albicans




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal