Autor do trabalho eliete de souza von zuben



Baixar 11.46 Kb.
Encontro30.06.2019
Tamanho11.46 Kb.

PROGRAMA: Programa de Pós-graduação em: CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

AUTOR DO TRABALHO ELIETE DE SOUZA VON ZUBEN
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE SISTEMAS LÍQUIDO-CRISTALINOS PARA APLICAÇÃO TÓPICA DE METOTREXATO: ESTUDOS DE LIBERAÇÃO, RETENÇÃO E PERMEAÇÃO IN VITRO
CURSO: MESTRADO

DATA DA DEFESA: 27/06/2012



ORIENTADOR: Profa. Dra.MARIA VIRGINIA COSTA SCARPA

RESUMO: Amplamente utilizado no tratamento de vários tipos de câncer e na psoríase, o

metotrexato (MTX) é um quimioterápico, estruturalmente análogo do ácido fólico, que apesar de sua eficácia apresenta uma série de efeitos adversos, sendo a hepatotoxicidade o mais grave. Atualmente os sistemas nanoestruturados líquido-cristalinos de fase lamelar estão sendo utilizados como dispositivos para liberação modificada de fármacos, sendo vantajosos na liberação tópica de várias substâncias, conforme suas características de interação com o estrato córneo e as outras camadas da pele, evitando assim efeitos adversos sistêmicos. Os objetivos deste trabalho foram desenvolver sistemas nanoestruturados líquido-cristalinos de fase lamelar, acrescidos de

MTX, caracteriza-los do ponto de vista físico, realizar a análise estrutural das formulações, através de microscopia de luz polarizada (MLP), espalhamento de raios-X a baixo ângulo (SAXS) e suas propriedades reológicas, executar os testes de estabilidade preliminar (TEP) das formulações, validar o método analítico para a quantificação de MTX por CLAE e executar ensaios de liberação, permeação e retenção in vitro. As formulações preparadas a partir da mistura do poliéter funcional siloxano (Dow Corning® 5329) como tensoativo, com silicone fluido de co-polímero glicol (Dow Corning® 193C) como fase oleosa titulados em fase aquosa, composta por tampão fosfato de potássio monobásico 0,01MpH 7,4, apresentaram fases líquido-cristalinas do tipo lamelar, confirmados pelos ensaios de MLP e SAXS. Os TEPs evidenciaram que as formulações A, B e C mantiveram-se estáveis durante o período do estudo.Os estudos do comportamento reológico das formulações apresentaram-se como fluidos pseudoplásticos não–newtonianos tixotrópicos. O método analítico para quantificação do MTX foi validado e utilizado nos ensaios de TEP, liberação, permeação e retenção cutânea in vitro.Os ensaios de liberação demonstraram que as três formulações apresentam cinética de

liberação, conforme modelo de Higushi (concentraçãoliberada em função da raiz quadrada do tempo), ou seja, a velocidade de liberação do fármaco se dá por difusão controlada pela matriz. No ensaio de permeação cutânea in vitro após 12 horas, os resultados obtidos demonstraram que o MTX incorporado na formulação C permeou mais em relação ao permeado nas formulações A e B e houve maior retenção do MTX no estrato córneo (EC) do que na epiderme+derme (EP+D).



ABSTRACT:

Widely used in the treatment of some types of cancer, the methotrexate (MTX) is a chemotherapeutic, structurally analog of the folic acid, although its effectiveness, presents a series of adverse effect, being the most serious hepatotoxicity. Currently, the liquid crystal lamellar phase is being used of devices formodified release of drug demonstrated to be advantageous in the release topic of some substances, given to the characteristics of interaction with the stratum corneun and other layers of the skin, avoiding systemic adverse effects. The aims of this research had beento develop and to characterize liquid

crystalline nanostructure systems of lamellar phase, increased of MTX of the physical point of view, also carry through the structural analysis of the formulations through by polarized light microscopy (PLM), small-angle X-rayscattering (SAXS) and rheological properties. Perform stability studies of the chosenformulations, validate the analytical method of quantification of MTX for High Performance Liquid Chromatography (HPLC) and carry through release assay, cutaneous permeation and skin retention in vitro for the chosen formulations. The formulations prepared by the mixture of polyether functional

siloxane as surfactant, with silicone polyether copolymer as oily phase and phosphate buffer 0,01MpH 7,4 as aqueous phase demonstrating lamellar liquid-crystalline phases, confirmed by assays of PLM and SAXS. The stability studies showed that formulations A, B and C remained stable throughoutthe period of the study. The study of the rheological behavior of the formulations presented as not Newtonian pseudoplastic fluid and thixotropic. The analytical method for quantification of the MTX was validated and used in the assays of stability studies, release, in vitro skin permeation and cutaneous retention,

and is suitable for their intended purpose. The release assays had demonstrated that the three formulations presents kinetic of release, as model of Higuchi. In the assay of skin permeation in vitro after 12 hours, the results obtained showed that MTX had been incorporated in formulation C permeated more than formulation A and B and there is more retention in stratum corneum than the tape-strippedskin.

BANCA EXAMINADORA: MARIA VIRGINIA COSTA SCARPA

RENATA FONSECA VIANNA LOPEZ

LEILA APARECIDA CHIAVACCI

Suplentes:

CELSO VALENTIM SANTILLI



BIBLIOTECA DEPOSITÁRIA: Biblioteca da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara-UNESP - Rodovia Araraquara-Jaú, km 1 – Araraquara-SP




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal