Autobiografia



Baixar 3.37 Mb.
Página11/15
Encontro18.09.2019
Tamanho3.37 Mb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15

prensa de Gutemberg
ambém se faz um pouco de confusão com a invenção da impressão. Até Gutenberg inventar a tipografia, método de impressão por caracteres móveis, já se imprimia, no entanto com grossas placas de pedra (daí o nome “litografia”) ou de madeira que eram tintadas à mão, colocando-se o papel ou o pergaminho por cima. Gutenberg além de inventar o caractere móvel em chumbo, mais resistente, criou o conceito da prensa a partir das máquinas de esmagar uvas. Além disso, investigou e criou tipos de tintas e papéis que pelo seu conjunto permitiram a secagem mais rápido, evitaram o escorrer, tornando por isso o contorno das letras muito mais perfeito. O método de impressão de Guttenberg permitiu a impressão muito mais rápida do livro e por isso a sua maior divulgação, não tendo sido por acaso que foi, através de uma votação a nível mundial, considerado a personagem maior do anterior milénio. O primeiro livro a ser impresso por este método foi a Bíblia.

P
máquina de fotopolimero
rofissionalmente começo a aprender então a fazer orçamentos, facturação e todo o tipo de trabalho exterior, contactando com clientes e fornecedores. Aprendo os cálculos do papel a utilizar, formatos utilizados, tipo de papéis a utilizar neste e naquele serviço, tempos médios de pré-impressão, impressão e respectivo acabamento. Como a maior fatia do trabalho são cartas, envelopes, cartões de visita, blocos de facturas, recibos é este tipo de trabalho que começo a conhecer bem. Durante o tempo em que ocuparam a gráfica, a maioria dos trabalhadores tinham formado uma cooperativa e alguns deles não aceitaram muito bem terem perdido esse estatuto. A evolução dos processos gráficos tem sido grande e nos últimos anos, devido ao afastamento do meu pai, não se fez investimento nos novos processos de transformação e por isso estamos desajustados no tempo. No entanto, com a dispensa de alguns trabalhadores e substituição de outros começamos a tentar recuperar o tempo perdido, inicialmente começando a recuperar clientes antigos e a angariar novos. Eu também andava um pouco perdido no meio daquilo tudo. Começo por adquirir um fotopolímero, uma máquina que revela através de água e luz e a partir de um fotolito fazendo gravura em polímero que substitui as tradicionais chapas em chumbo (nós, gráficos chamamos chumbo, mas era uma liga de chumbo e estanho). É um tempo em que, devido ao elevado custo dos computadores próprios para a actividade, há casas especializadas para o efeito que nos fornecem os fotolitos. Eu começo a trabalhar com esta máquina e a integrar-me na profissão. Encostava o fotolito em espelho contra a chapa de polímero e numa gaveta com aspiração coloco o conjunto a sofrer exposição de luz ultravioleta durante uns 5 minutos, de seguida colocava a chapa numa cuba que por rotação esfrega a chapa numa escova imergida em água até se completar o processo de revelação secando por ar quente logo de seguida. Está pronta uma chapa para impressão tipográfica, a única que fazíamos nesta altura. Outros trabalhos pela complexidade eram entregues, nesta altura, a outras casas do ramo, funcionando nós como intermediários.

Entretanto tinha casado com a menina da paragem do autocarro, com a Luciana. Optámos por ir viver para perto do Campo do Salgueiros, agora uma estação do Metro. A minha primeira escolha foi ir viver para Rio Tinto, no entanto um dia em que andávamos a ver casas a Luciana disse: - então vim eu da aldeia para a cidade e tu queres-me trazer para ver pinheiros outra vez... Se eu os quisesse ver estava em casa da minha mãe. - Certo, não se fala mais disso, respondi-lhe eu, – vamos para a cidade. Fomos então para a casa nova e casámos... foi mesmo assim. A casa comprada com o dinheiro da venda de uns terrenos herdados pela Luciana. Recordámos por vezes, aqueles tempos em que todos os sábados lá íamos comprar as nossas coisas, meia dúzia de garfos hoje, outra meia dúzia de facas no sábado seguinte...e o resto da mobília, já que começamos com a cozinha, o quarto e na sala um conjunto de sofás e a televisão. No início, o meu pai não via com bons olhos a minha relação com a Luciana. Afinal começava a chegar a hora de eu sair de casa e ele, que não voltou a casar ficar sozinho. Isso criou uma relação tensa entre ele e a Luciana só amenizado com a chegada da Joana. Neste ano de 1987 o FC Porto é Campeão Europeu de Clubes pela primeira vez. No ano seguinte nasce a Joana. No dia em que escrevo isto ela partiu para a Universidade de Bilbau para iniciar um estágio. Eu aqui com a lágrima no canto do olho, a Luciana a chorar no sofá e o João meteu-se na cama logo que acabou de jantar...mas no fundo, alegres pela nova etapa da vida d


antigo campo do Salgueiros
ela...e da nossa também.

A chegada da nossa primeira filha veio modificar substancialmente as nossas vidas. Se no primeiro ano de casados foi uma extensão do namoro, agora vivemos um pouco em função da menina. Se durante a semana estou várias vezes com o pai o fim-de-semana é dedicado a visitar a sogra, a tia e os cunhados e cunhadas em Barcelos, terra natal da Luciana. Se eu sou filho único, ela tem 8 irmãos que regularmente se reúnem em casa da mãe. Por isso a minha família engordou muito.



N

1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal