Atitudes sociais



Baixar 18.64 Kb.
Encontro15.12.2018
Tamanho18.64 Kb.

Atitudes sociais

Prof. Dr. André Luiz Moraes Ramos


Conhecimento popular e científico:

  • Quando surgiu, a Psicologia Social era identificada como Psicologia Social das Atitudes.

  • Na linguagem popular, atitude é sinônimo de comportamento (p. ex: fulano tomou uma atitude!), pois em geral as atitudes (p. ex: ser contra as drogas) são coerentes com os comportamentos (p. ex: não comprar maconha).

  • Mas na Psicologia Social, atitude é uma predisposição mental, enquanto que comportamento é ação.


Conceito de Atitude:

  • Organização duradoura de pensamentos e crenças (cognições), dotadas de uma carga afetiva pró ou contra (afetos) um objeto social, que predispõe o indivíduo à ação (comportamento).

  • Componentes:

  • cognições (conhecimentos, pensamentos, idéias),

  • afetos (sentimentos, avaliações),

  • comportamentos (intenção de agir).


Pressupostos:

  1. As atitudes referem-se sempre a um objeto social, que pode ser conceitos (idéias), pessoas, grupos, instituições, produtos, acontecimentos ou lugares.

  2. As atitudes referem-se a experiências subjetivas de indivíduos ou grupos.

  3. As atitudes incluem sempre uma dimensão avaliativa.

  4. As atitudes são importantes porque influenciam de maneira freqüente o nosso comportamento, portanto, conhecendo as atitudes podemos prever o comportamento.


1. Objetos sociais das atitudes

  • Idéias (conceitos):

  • Reencarnação, aborto, clonagem, homossexualismo ...

  • Pessoas (Atração interpessoal):

  • Lula, Bruna Surfistinha, a aluna Suzane ...

  • Grupos (atitudes estereotipadas e/ou preconceituosas):

  • RCC, gaúchos, família Arantes, Skank ...

  • Instituições:

  • Igreja Católica, Congresso Nacional, casamento...

  • Empresas e Produtos:

  • BASF, IMBEL, maconha, buchada de bode, água com gás ...

  • Acontecimentos:

  • Lugares:

  • São Paulo, Paris, Aiuruoca...


2. Atitudes como experiências subjetivas:

  • A atitude é uma predisposição mental (uma variável indireta: não observável diretamente), mas capaz de ser inferida a partir dos comportamentos (motores e verbais) do indivíduo.

  • A ação em si é o comportamento (variável direta, observável, manifesta).


2. Construção da experiências subjetivas:

  • As atitudes são construídas ao longo da história de vida do indivíduo, são aprendidas.

  • As atitudes são aprendidas por experiências positivas e negativas:

  • Diretas:

  • Vivências da pessoa em relação ao objeto da atitude.

  • Indiretas:

  • Através da observação e imitação de outras pessoas.


3. Dimensão avaliativa das atitudes

  • É uma dimensão avaliativa que se refere a: gostar/não gostar, simpatia/antipatia, favorável/contrário, apoiar/não apoiar, concordar/discordar com um objeto social.

  • Atitude pode ser:

  • Positiva: gostar, simpatizar, ser favorável, apoiar, concordar de um objeto social.

  • Negativa: não gostar, antipatizar, ser contrário, não apoiar, discordar de um objeto social.

  • Não existe atitude neutra: Quando se está em dúvida (contradição), ou se desconhece o objeto, ou tanto faz para a pessoa.


4. Atitude é importante!

  • Sua importância reside no fato de que, conhecendo as atitudes de uma pessoa para com um objeto (Ex: PT), podemos prever o seu comportamento em relação a este objeto (votar no PT).

  • A intenção comportamental é um dos componentes, juntamente com os componentes cognitivo e afetivo, das atitudes.


4. Atitudes e comportamentos

Atitudes:

Comportamentos:

Ser a favor do PT.

Votar no Lula.

Ser contra o aborto.

Protestar contra pesquisas com células tronco embrionárias.

Ser torcedor do Guará.

Ir ao jogo do Guará.

Gostar de Coca Zero.

Beber Coca Zero.

Desaprovar falar ao celular em classe.

Desligar o celular em da sala.

Gostar de gays.

Namorar gays.

Simpatizar com o professor.

Beijar o professor.


Atitudes estereotipadas e preconceituosas

  • Estereótipos:

  • imputação de certas características a pessoas pertencentes a determinados grupos sociais;

  • são definidos por atitudes positivas ou negativas em relação a estas pessoas;

  • Preconceitos:

  • são estereótipos negativos.

  • imputação de certas características exclusivamente negativas a pessoas pelo fato de pertencentes a determinados grupos sociais;

  • pessoas preconceituosas tendem a ser autoritárias.


Exemplos de estereótipos e preconceitos

  • Estereótipos Positivos:

  • Paulistas são trabalhadores;

  • Cariocas são divertidos;

  • Bombeiros são prestativos;

  • Homens são corajosos;

  • Mulheres são emotivas; etc.

  • Estereótipos Negativos: Preconceitos

  • Jogadoras de basquete são lésbicas;

  • Mulheres são péssimas motoristas;

  • Baianos são preguiçosos;

  • Os idosos são imprestáveis;

  • Portugueses são burros; etc.


Preconceitos: problemas sociais

  • Limitam a capacidade de percepção do preconceituoso;

  • Ignoram o potencial real das vítimas de preconceito;

  • Prejudicam o autoconceito das vítimas;

  • Proporcionam um sentimento de impotência;

  • Geram tensão social: debates, animosidades e conflitos;

  • Instigam até mesmo guerra entre grupos e nações.


Grupos que mais sofrem preconceito no Brasil

  • negros e índios;

  • homossexuais e aidéticos;

  • mulheres (loiras e prostitutas);

  • portugueses, argentinos, paraguaios;

  • nordestinos e nortistas;

  • obesos, baixinhos, idosos, tatuados, feios;

  • pobres, políticos, ex-presidiários;

  • doentes mentais e portadores de necessidades especiais





©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal