Atestado de matrícula



Baixar 8.25 Kb.
Encontro14.05.2018
Tamanho8.25 Kb.



CURSO DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA E RECURSOS NATURAIS – MBT

Aluno: Hélio Leonardo Moura Brandão

Título do Projeto: PROPAGAÇÃO IN VITRO DE ANDIROBA (Carapa guianensis AUBLET).

Data da Defesa: 11/04/2006 Hora: 09:00 h




RESUMO

O objetivo deste estudo foi desenvolver um protocolo de propagação in vitro de Andiroba (Carapa giuanensis Aublet). Espécie abundantemente utilizada na industrias farmacêutica a cosmética por fornecer compostos químicos que estão servindo de matéria prima para a produção de novas drogas. O material vegetal utilizado neste estudo foi obtido de sementes coletadas na Reserva Florestal Adolpho Ducke, que foram imersas por 24 horas em água e benomyl (6 mg.l-1), e posteriormente imersas em água e hipoclorito de sódio (0.5 mg.l-1) de e postas para germinar em bandejas plásticas contendo como substrato areia lavada coberta com vermiculita. Os reguladores de crescimento utilizados foram: AIA, ANA, 2,4-D, TDZ E BAP, em diferentes concentrações e em doses combinadas. Foram testados três diferentes tipos de explante: Ápice caulinar, Folhas e Nódulos foliares. O meio de cultura utilizado foi Murashige e Skoog básico. Os explantes foram inoculados em câmara de fluxo laminar e acondicionados em sala de crescimento com fotoperíodo de 16 horas e temperatura de 26ºC por trinta dias. A descontaminação das três fontes de explante avaliadas se deu de forma diferente, sendo os ápices caulinares a fonte única fonte que necessitou do acréscimo do antibiótico cloraphenicol (250 mg.l-1) em seu protocolo de descontaminação, os nódulos foliares e as folhas apresentaram boas respostas com protocolos de descontaminação compostos apenas de hipoclorito de sódio (0,5 mg.l-1) e benomyl (6 mg.l-1). A fonte que apresentou melhores respostas aos reguladores de crescimento foi os ápices caulinares na solução com 10,0 mg.l-1 de ANA e 10,0 mg.l-1 de BAP, esta solução promoveu a formação de plântulas de andiroba via embriogênese somática direta. A maior incidência de raízes nos nódulos foliares e as folhas se deram na dose de 10,0 mg.l-1 de ANA, no entanto estas fontes de explante não emitiram brotos.



Palavras-chave: 1.Micropropagação, 2.Andiroba, 3.Reguladores de crescimento.
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e Recursos Naturais

Orientador: Dr. Paulo de Tarso Barbosa Sampaio

Banca Examinadora: Dr. Paulo de Tarso Barbosa Sampaio (Presidente)

Dra. Elisabete Brocki (Membro)

Dr. Gil Vieira (Membro)


Universidade do Estado do Amazonas - UEA - www.uea.edu.br - Mestrado em Biotecnologia – MBT

Avenida Carvalho Leal, 1777, Cachoeirinha – Manaus - Amazonas



CEP: 69065-170 - Tel. (92) 3214.9700 mbt@uea.edu.br






©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal