Apostila de curativo funec – fundamentos II



Baixar 233.44 Kb.
Página3/7
Encontro29.11.2017
Tamanho233.44 Kb.
1   2   3   4   5   6   7

Indicação





  • Prevenção de lesão de pele.

  • Tratamento da dermatite amoniacal.


Cuidados a serem observados


  • Observar a presença de reação alérgica ao produto, suspendendo-o imediatamente.


6.2 Loção emoliente e hidratante com Ácidos Graxos Essenciais
Descrição
É uma loção hidratante e emoliente para pele seca em cuja fórmula destacam – se os Ácidos Graxos Essenciais.

Modo de Ação

Os componentes da fórmula agem sinérgicamente, proporcionando resultados importantes na pele, desde a hidratação, proteção e prevenção de úlceras por pressão.


Modo de Utilização
Aplicar na pele de todo o corpo, após a higienização do paciente, e a cada mudança de decúbito.
Cuidados a serem observados
Não aplicar sobre lesões de pele: descamação com lesão epidérmica e feridas.

Não massagear sobre áreas isquêmicas, mas somente ao seu redor.




6.3 Curativo com Carvão Ativado e Prata




Descrição
É uma cobertura estéril, composto de carvão ativado puro impregnado com nitrato de prata. Consiste em 100% de carbono ativado produzido pela carbonização de um material de rayon de tecido de viscose. O tecido é selado dentro de um invólucro de não tecido poroso feito de fibras de nylon. O produto é fornecido em embalagens individuais e esterilizado por irradiação gama.

.

Modo de Ação





  • tecido de carvão ativado remove e retém as moléculas do exsudato e as bactérias, exercendo efeito de limpeza no leito da ferida e reduzindo odores desagradáveis. O exsudato da lesão é absorvido pelo curativo secundário.

  • A prata exerce função bactericida complementando a ação do carvão, o que estimula a granulação e a velocidade da cicatrização.

  • A capacidade de adsorção do carvão permite que o curativo permaneça mais tempo no ferimento reduzindo o número de trocas.



Indicação

É indicado para cobertura de feridas infectadas com presença de grande quantidade de exsudato e com ou sem odor e ausência de tecido de necrose.


Modo de Utilização




  • Remover tecido necrótico e/ou fibrótico;


  • Limpar a ferida com Soro Fisiológico a 0,9%.

  • Aplicar o curativo de carvão ativado sobre o local com técnica asséptica.

  • Cobrir com curativo secundário ( gaze ).

  • Fixar com adesivo.



        Cuidados a serem observados





  • curativo de carvão ativado nunca deve ser cortado.

  • curativo de carvão ativado não precisa ser removido a cada troca do curativo secundário. O curativo secundário deve ser trocado sempre que necessário (sujo, úmido ou solto ).

  • Não associar a outros produtos.



6.4 Curativo com Hidrocolóide




Descrição

O curativo hidrocolóide é constituído por duas camadas :



  • interna : compostas por partículas absorventes elásticas de celulose natural, englobada em uma substância elástica e auto–adesiva.

As partículas de celulose se expandem eficazmente quando absorvem exsudato.

O curativo hidrocolóide apresenta variedade de tamanho e apresentação, sendo embalados e esterilizados individualmente.



          Modo de Ação

O curativo hidrocolóide promove no leito da ferida um meio ambiente úmido, ideal à migração de células epiteliais acelerando a cicatrização.

Promove barreira protetora e o isolamento térmico.

Quando absorve o exsudato da ferida, o curativo forma um gel amarelado, protegendo o tecido de granulação e as terminações nervosas.


Indicação

O curativo hidrocolóide é indicado para prevenção e tratamento de úlceras de pressão, úlceras de perna, queimaduras superficiais e áreas doadoras de enxerto de pele.



Modo de Utilização





  • Lavar a ferida com Solução Fisiológica a 0,9% e secar a área adjacente.

  • Selecionar o tamanho apropriado da placa, deixando uma margem de 3 cm maior que a ferida.

  • Aplicar o curativo sobre a ferida.

Observação: Pode ser trocado a cada 3 dias, desde que não haja sinais de vazamento de exsudato ou exsudato purulento. Passará da coloração amarelada para esbranquiçada.

Técnica para retirada do hidrocolóide





placa de hidrocolóide.

  • Continuar ao redor até desprender todas as bordas.


6.4 Pomadas Enzimáticas
6.4.1 Colagenase sem cloranfenicol

Descrição

A colagenase é uma preparação enzimática obtida a partir de filtrados de culturas de Clostridium histolyticum, que contém a clostridiopeptidase A como componente principal e outras peptidases formadas durante o processo de preparação.




        Modo de Ação


A colagenase é utilizada como agente desbridante em lesões superficiais, promovendo a limpeza das áreas lesadas, retirando ou dissolvendo, enzimáticamente, necroses e crostas.


Indicação

Para limpeza enzimática de lesões superficiais, independente de sua origem e localização; em ulcerações e necrose- úlcera varicosa , úlceras de pressão; em lesões de difícil cura- lesões pós-operatórias.






1   2   3   4   5   6   7


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal