Análise morfométrica dos tecidos gengivais de ratos castrados e com periodontite experimental



Baixar 24.14 Kb.
Encontro26.10.2017
Tamanho24.14 Kb.



Análise morfométrica dos tecidos gengivais de ratos castrados e com periodontite experimental
Michael Aparecido Machado(PIBIC/Unioeste/PRPPG), Romário Willian Welter, Cláudio Girelli Júnior, João Paulo de Arruda Amorim, Elaine Manoela Porto Amorim(Orientador), e-mail: e_laineporto@yahoo.com.br
Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Centro de Ciências Biológicas e da Saúde/Cascavel-PR
Grande área e área: Ciências da Saúde - Odontologia
Palavras-chave: periodontite experimental, castração, testosterona
Resumo
A periodontite é uma doença caracterizada pelo processo inflamatório dos tecidos periodontais. A relação entre os hormônios sexuais esteroides e a periodontite tem sido largamente investigada em fêmeas, entretanto os estudos em machos ainda são escassos. O presente projeto teve por objetivo fazer uma análise morfométrica dos tecidos gengivais e radiográfica da mandíbula de ratos com deficiência de testosterona e com periodontite experimental. Foram utilizados ratos machos Wistar (90 dias de idade), separados em quatro grupos experimentais: controle; controle com doença periodontal; castrado e castrado com doença periodontal. A periodontite foi induzida através da técnica da ligadura que foi realizada sessenta dias após a castração e mantida por trinta dias. Após este período os animais foram sacrificados em câmara de CO2. A hemimandíbula esquerda foi retirada, fixada, radiografada, descalcificada e processada pelas técnicas histológicas de rotina. Os resultados demonstraram que o modelo de ligadura foi eficiente em induzir a doença periodontal nos animais. A castração levou a uma significativa perda óssea nos animais, a qual foi acentuada com a indução da doença periodontal. Os animais com doença periodontal apresentaram aumento de área do epitélio gengival e da área de tecido conjuntivo, quando comparado aos animais sem a doença. Concluímos que a deficiência de testosterona em sinergismo com a doença periodontal aumenta a reabsorção óssea alveolar e alteram a espessura do epitélio gengival.
Introdução
A gengivite e a doença periodontal (DP) ou periodontite são condições inflamatórias de natureza infecciosa frequentes na cavidade oral. A gengivite é uma reação inflamatória reversível da gengiva marginal em resposta ao acúmulo de placa bacteriana, ao passo que a DP é uma doença inflamatória crônica, infecciosa, destrutiva, que acarreta a destruição dos tecidos de suporte dos dentes e, juntamente com a cárie, são as grandes responsáveis pela perda de elementos dentais. Os hormônios sexuais esteróides (estrógeno, progesterona e a testosterona) influenciam a patogênese da doença periodontal, pois alteram tanto a resposta tecidual à placa bacteriana quanto a própria microbiota. Estudos demonstram que a diminuição nas concentrações de testosterona nos homens está relacionada a alterações no osso alveolar, como o aumento da porosidade alveolar, alteração no padrão trabecular, reabsorção óssea alveolar, diminuição da densidade mineral óssea na maxila e mandíbula e aumento na secreção de interleucinas (IL-1 IL-6) (Kuo et al., 2008). Na presença da periodontite crônica, estas alterações são mais acentauadas e podem levar a perda dentária (Shing et al., 2011). Assim, o objetivo do presente trabalho foi fazer uma análise morfométrica dos tecidos gengivais de ratos com deficiência de testosterona e com periodontite experimental.
Materiais e Métodos
Animais: Foram utilizados ratos 28 machos Wistar, adaptados e mantidos no Biotério Setorial do Laboratório de Fisiologia, CCBS, em gaiolas coletivas de polietileno (43x30x15), sob condições controladas de temperatura mantida entre 22º e 25ºC, umidade relativa próxima de 55% e fotoperíodo de 12 horas (período de luz 7:00 ~19:00h). Os procedimentos experimentais foram aprovados para execução pelo Comitê de Ética na Experimentação Animal (CEUA) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Grupos experimentais: os animais foram aleatoriamente separados em quatro grupos experimentais, com 7 animais em cada: controle, controle com periodontite experimental, castrado e castrado com periodontite experimental. Para a realização da técnica de castração os animais foram submetidos à cirurgia com anestesia intraperitoneal de 75 mg de ketamina e 15mg de xilazina, por quilo de peso corporal. Sessenta dias após a castração foi induzida a doença periodontal através da técnica de ligadura na qual um fio um fio de algodão número 40 ao redor do primeiro molar inferior direito e esquerdo. Esta ligadura atuou como irritante gengival por 30 dias e favorecerá o acúmulo de placa bacteriana. Ao final do período experimental (90 dias após a castração), todos os animais foram pesados e mortos em câmara de CO2. A mandíbula foi retirada, para a avaliação radiográfica.

Análise histomorfométrica: as análises da área do epitélio gengival e do tecido conjuntivo subjacente foram realizadas conforme descrito em Steffens et al. (2012). As secções histológicas foram fotografadas no aumento de 100x, em microscópio óptico de luz (Leica Microsystems, Switzerland), com o uso do sistema de contagem e captura LAS V4.2 (Leica Microsystem) e 4 medidas foram realizadas: altura e largura do epitélio gengival, altura e largura do tecido conjuntivo.

Avaliação Radiográfica: As hemi-mandíbulas foram radiografadas com aparelho de raio-x odontológico da marca dabi-atlante kva 70 amp, com filme radiográfico tipo E do tamanho 2 do fabricante Kodak, com tempo certa de 0,17s, com distancia focal de 30 cm. A película radiográfica foi revelada de acordo o modelo temperatura/tempo. Após este processo, as imagens foram digitalizadas em scanner da marca HP LaserJet 1112, e analisados com o programa imagem tools 3.0.

Análise Estatística: para análise dos dados foi utilizado o teste estatístico para análise de variância - ANOVA, com teste “a posteriori” de Tuckey-Kramer ou o teste não paramétrico de Kruskall-Wallis, com teste “a posteriori” de Dunn, de acordo com a característica de cada variável. As diferenças foram consideradas estatisticamente significativas quando p<0,05. As análises estatísticas foram realizadas no programa Instat (versão 3.0; GraphPad, Inc., San Diego, CA, USA).
Resultados e Discussão
No presente estudo, todos os animais com periodontite experimental apresentaram uma maior perda óssea alveolar, quando comparados aos animais dos grupos controle e castrado sem ligadura, cofirmando assim a validade da modelo experimental (p<0,01). A castração, isoladamente, resultou em uma perda óssea alveolar maior do que a observada nos animais do grupo controle (figura 1).


Figura 1. Perda óssea alveolar dos animais dos diferentes grupos experimentais. CON=Controle; CON+LIG=Controle com doença periodontal; CAST=castrado; CAST+LIG= Castrado com doença periodontal. Letras diferentes indicam diferenças estatisticamente significativas entre os grupos experimentais. Teste de Tukey-Kramer. N= 7 animais por grupo.
A deficiência de testosterona está associada ao desenvolvimento de osteopoprose. A osteoporose está relacionada a uma diminuição da densidade mineral óssea de todo o esqueleto, inclusive da maxila e da mandíbula, resultando em aumento da porosidade óssea alveolar, alteração do padrão trabecular e reabsorção óssea.

Nos animais castrados e com periodontite induzida, a área gengival dos foi maior quando comparado aos demais grupos experimentais. A área de conjuntivo foi maior nos animais com peridontite induzida, independente da castração (tabela 1). Esta observação relaciona-se ao processo inflamatório característico da doença periodontal. A liberação de mediadores inflamatórios e interleucinas, principalmente a interleucina-1, estão relacionadas ao aumento da produção de colágeno pelos fibroblastos gengivais. Além disso, o processo inflamatório desencadeado pela doença periodontal leva a um aumento do edema e da vascularização, com aumento da formação de vasos sanguíneos no plexo gengival (Steffens et al., 2012).


Tabela 1. Área (µm2) de epitélio gengival e de tecido conjuntivo dos animais dos diferentes grupos experimentais

Área µm2

CON

CON+LIG

CAST

CAST+LIG

Epitélio gengiva

6,86 ± 1,64a

8,14 ± 1,47 b

7,54 ± 1,61a,b

8,85 ± 1,53 c

Tecido conjuntivo

149,13 ± 33,78a

485,07 ± 38,45b

153,12 ± 36,52 a

537,33 ± 34,45b

Valores expressos em média ± DP. Letras diferentes indicam diferenças estatísticamente significativas entre os grupos experimentas. Teste de Tukey-Kramer. CON: controle; CON+LIG: controle com doença periodontal; CAST: castrado; CAST+LIG: castrado com doença periodontal. N=7 animais/grupo
Conclusões
Concluímos que a deficiência de testosterona, em sinergismo com a doença periodontal, aumenta a reabsorção óssea alveolar e altera a espessura do epitélio gengival.
Agradecimentos
Ao PIBIC/Unioeste
Referências
Kuo, L.C., Polson, A.M., Kang, T. (2008). Associations between periodontal diseases and systemic diseases: a review of the inter-relationships and interactions with diabetes, respiratory diseases, cardiovascular diseases and osteoporosis. Public Health 122, 417-433.
Singh, B.P., Makker, A., Tripathi, A., Singh, M.M., Gupta, V. (2011). Association of testosterone and bone mineral density with tooth loss in men with chronic periodontitis. Journal of Oral Science 53, 333-3391.



: eventos -> eaicti -> eaictiAnais -> arquivos
arquivos -> Avaliação do efeito da clorexidina e do hipoclorito de sódio na cimentação adesiva de pinos – estudo in vitro
arquivos -> Análise clinicopatológica de tumores malignos de glândula salivar provenientes de uma casuística de Cascavel (PR) diagnosticados entre os anos de 2001 a 2015
arquivos -> Eletrodo de hidroxiapatita para determinação de matéria orgânica
arquivos -> Aplicabilidade da acupuntura auricular no controle da dor, depressão e incapacidade em pacientes portadores de disfunção temporomandibular
arquivos -> Avaliação clínica comparativa entre duas técnicas cirúrgicas para recobrimento radicular em classes I e II de Miller
arquivos -> Análise do conhecimento a respeito da psiconeuroimunologia e do uso da abordagem holística pelos enfermeiros do município de Foz do Iguaçu-pr na prática diária
arquivos -> Estudo morfométrico do plexo submucoso do jejuno de ratos em modelo experimental de câncer tumor de Walker-256
arquivos -> Avaliação da compactação do solo em sistema semeadura direta submetido ao trafego de conjuntos de transbordos graneleiros
arquivos -> Cateter central de inserção periférica: análise do uso na unidade de tratamento intensivo neonatal do Hospital Universitário do Oeste do Paraná
arquivos -> Avaliação de um verniz experimental a base de própolis aplicado sobre resina acrílica macia. Efeito sobre Candida albicans




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal