Analec e os mercadores de liçÕES



Baixar 2.76 Mb.
Página36/37
Encontro24.10.2017
Tamanho2.76 Mb.
1   ...   29   30   31   32   33   34   35   36   37

Paz de Deus...   


    Os ateus falam que a ciência nega a de Deus, então aí está a ciência. Os principais cientistas do mundo afirmam categoricamente acreditar em Deus. E mesmo escrito de uma maneira tão expressa, tem gente que acha que o que está escrito é baseado só em sua opinião. Será que têm que ler quantas vezes as mesmas frases? Elas são claras! Não precisam de interpretações aprofundadas para compreender seu real sentido.

      
                                                 Deus abençoe!!!

 

 

ISAAC NEWTON (1642-1727) – descobridor da Lei da Gravitação


  Esta elegantíssima coordenação do sol, das estrelas, dos planetas e dos cometas não pode ter outra origem que o plano e o império do Ser dotado de inteligência e de poder, que tudo domina não como alma do mundo, mas como o Senhor de todas as coisas, eterno, infinito, onipotente, onisciente”. / "Na ausência de qualquer outra prova, um único polegar me convenceria da existência de Deus".

WILLIAM THOMPSON – físico inglês: 
 Provas brilhantes de uma ação inteligente multiplicam-se em torno de nós e, por vezes, dúvidas metafísicas nos afastam temporariamente destas idéias, elas voltam com uma força irresistível. Elas nos ensinam que todas as coisas vivas dependem de um Criador e de um Senhor Eterno”.


FRANCIS BACON

 “Pouca ciência afasta o homem de Deus; muita ciência a Deus conduz”.


ALBERT EINSTEIN (1879-1955) – físico alemão: 
“ Todo aquele que se dedica ao estudo da ciência chega a convencer-se de que nas leis do Universo se manifesta um Espírito sumamente superior ao do homem, e perante o qual nós, com os nossos poderes limitados, devemos humilhar-nos”. “Minha religião consiste numa humilde admiração do Espírito superior ilimitável que se revela nos pequeninos detalhes que somos capazes de perceber com as nossas mentes frágeis e débeis. Esta convicção profundamente emocional da presença duma força inteligente, superior, que é revelada pelo universo incompreensível, forma a minha idéia de Deus”.

MAX PLANK (1858-1947) - criador da teoria dos quanta e Prêmio Nobel de 1928:

“Para onde quer que se dilate o nosso olhar, em parte alguma vemos contradição entre Ciências Naturais e Religião; antes, encontramos plena convergência nos pontos decisivos. Ciências Naturais e Religião não se excluem, naturalmente, como hoje em dia muitos crêem e receiam, mas completam-se e apelam uma para outra. Para o crente, Deus está no começo; para o físico, Deus está no ponto de chegada de toda a sua reflexão.”

11/07/2010 17:08

Oba que lindos! Depois de ler diversos gostei das "TROVAS ATLÂNTICAS"! Prezada Luíza, venho pelas presentes letras, em primeiro lugar agradecer-te por ter me enviado, ainda que poucas palavras, seu precioso comentário. Eu não costumo comentar as leituras que faço, porém tenho o dever de ler, quando não todos, pelo menos uma dezenas dos textos daqueles, que lêem e comentam os meus e retribuir-lhes. Foi assim que, atendendo ao ego de meu dever, li doze páginas dos seus, tirando a conclusão de que és uma fada da poesia afetiva. Pude apreciar suas colocações e posso dizer-te que merece nota dez! Aceite meus votos de consideração e estima, a você e sua adorável família, pois a foto isto demonstra. Quando ler algum texto meu, pode comentar que responderei, sempre finalizando, com um DEUS TE ABENÇOE do fundo do coração. Até mais, e que tenhas sempre a luz das palavras, para que possas traduzir aos sentimentos inteligentes de seus leitores o clarão de seus deliciosos poemas! Luzirmil "O Peregrino"

Para o texto: TROVAS ATLÂNTICAS...1 (LUCIBEI e LUIZA) (T856794)
De: Maria Luiza D Errico Nieto




Rita de Cássia



data

9 de julho de 2010 09:07

assunt

Reenvio de email

Enviado por

gmail.com




Enviado por luzirmil em/07/2010

ocultar detalhes 9 jul (2 dias atrás)




Eu sei lá o que é concordância literária!  Se for aquele verbo "ser" (do monstro) colocado no presente, eu entendi como uma forma clássica de sua capacidade.  Sabe cara professora, eu não ligo muito para estilos gramaticais perfeitos, antes eu  procuro  entender o significado da palavra na frase, que mesmo tendo vírgula fora de lugar, entretanto quem tem senso de percepção acha tudo certo, não é? Lembro aqui de um cronista amigo meu, Rhamati, num dia em que ficou aqui  em casa para que minha esposa e eu fizéssemos uma viagem. Num bilhetinho ela  deixara-lhe escrito a seguinte recomendação: "Dê leite para o gato fervido, e depois ponha o animal no quintal". Ao chegarmos ele disse que   não conseguiu ferver o  bichano. O gato se esperneou, lhe arranhou os braços  e se mandou, de modo que não  tinha lhe  dado o leite! Minha esposa explicou-lhe que era para dar o leite fervido, e não ferver o gato, pelo que ele respondeu.  Ora! A senhora deveria ter pelo menos colocado uma vírgula entre gato e fervido, ou colocar o verbo antes da preposição, pensei em corrigir a frase mas como gosto de literatura ao pé da letra pensei que  a sua estava certa.
Obrigado pelo Abismo de Rosa. Teve uma época que fui bom no violão e aquela música do Dilermando Reis era minha favorita pra tocar para meus  ouvintes. Gostei muito do seus slides de entrada em minha página: a donzela, a cor do gelo e o faiscar das partículas estavam todos lindos!

Grato pela preciosa atenção. Se receber este, me dê 


Enviado por Luzirmil em 11/07/2010 13:51

Oração! É tão bom encontrá-las por aqui! Ah! nobre poetiza! eu não tenho religião, mas creio no poder das súplicas. Elas, somente elas são as potentes armas de guerra. Seus projéteis, quando bem mirados, atingem longas distâncias, as vezes além do Horizonte dos Eventos, (barreira que separa nosso cosmo, do C.E.U.) Elas penetram lá e acionam a misericórdia de Deus; Ele, por sua vez, nos concede os subsídios, que podem mudar nossos caminhos. Gostei da oração e acredito que o Senhor das Luzes, vai ouvi-la e banir os insucessos de nossas trilhas. Tudo bem, que os sábios dizem que nossos caminhos já estão programados, acredito que é um fato, mas uma sincera oração na presença do Ser Maior (Deus) feita com humildade, certamente terá Dele uma resposta como forma de mudar nosso destino! Sou convicto de que há um círculo luminoso a nos aguardar para o integrarmos ao final da grande odisséia humana! Leia meu perfil e testo ali indicado e irás compreender a vida de um peregrino transcende. Abraços, e que a Paz Divina seja sua companheira. Perdão se errei ao comentar desta forma.

Para o texto: MINHA VIDA FINANCEIRA (Oração) (T2371211)
De: Pastora Ademilde Tostes
10/07/2010 21:45

Olá, setedados. Grato pela sua visita. Você deve ser psicólogo, ou coisa parecida, pois tem captado em minhas letras, os coloridos *adjetívicos substantivos a que submetem minha pessoa. Realmente muitos me chamam de Luzirmil, "o meninão", "crianção", etc. embora tendo 67 anos,quatro filhos e cinco netos, contudo levo uma vida *despretendida do *adultismo! É isso mesmo, caro colega! Sobre a história do porco, recentemente me vi no dever de pagar uma quantia para adiarem a morte de um, só para não vê-lo morrer enquanto eu estivesse por perto. Encontrava-me trabalhando nas proximidades de uma residência num Bairro de São João do Glória, quando dois rapazes passou carregando um da forma que você citou. Ele gritava a doído. Na hora fiquei penalizado e ofereci uma quantia para adiarem o abate do pobre animal, até que me fosse dali. Os dois rapazes o colocaram outra vez no cercado e foram beber umas e outras com o dinheiro. Acredito que assim que saí de lá assassinaram o pobre animal. Mas são coisas da vida, não é mesmo? Olhe, não estranhe os vocábulos com asteriscos, pertencem ao meu acervo *dicionárico. Talvez tenhas lido um artigo meu solicitando a anuência de todos os colegas para criarmos o "dicionário dos poetas". Abraços, nobre colega. Conheço Joinvile e mais algumas cidades de Santa Catarina. Povo Bom rapaz!

Para o texto: DESESPERO do porco (T2182803)
De: Setedados
Resposta do setedados

10/07/2010 23:59 - Setedados

A sua consciência poética registra belas frases de indelével lamento, pela busca do bem estar entre a união mortal e o convívio da natureza, acrescida de pitadas de fantasias que nos rodeiam. Isso é encantador!

Para o texto: O AMOR E A BELEZA DAS SEREIAS (T2356373)



Responder | Publicar | Apagar | Bloquear
10/07/2010 23:32 - Setedados

O seu soneto, (digamos incomum), por ter a terceira estrofe acrescentada, me trás a perspectiva (juntamente com a sua descrição poética), de que o verdadeiro resto de nossas vidas, realmente será em torno dos mares e os seus aparentementes, infindáveis recursos. Cabe ao homem saber tratá-los de forma adequada, para que isso ocorra por muitos e muitos anos. Creio que a água potável por exemplo, por sua raridade natural em decorrência da destruição dos seus mananciais, será um grave problema a ser resolvido mediante o usufruto dos oceanos. A extinção humana não é uma profecia e sim um fato que se consumará em uma determinada época do nosso universo, com certeza. Inteligentes palavras elaboradas em uma pena de nós mesmos, que nos faz sentirmos diretamente cúmplices de tais atitudes, nesta irremediável consequência. Obrigado pelo elogio! Leiamo-nos então...

Para o texto: O MAR, A VIDA E O FUTURO (T2350254)

Responder | Publicar | Apagar | Bloquear
10/07/2010 19:59

Olá, nobre colega Otávio. Em primeiras colocações quero agradecê-lo pela visita. Admiro seu pensar, talvez não seja propriamente um ateu, porém deves ter convição de que existe uma gama elevada de hipocrisia nas filosofias religiosas. Eu não tenho religião, porém idealizo na mente, uma estrela composta de outras, de grandezas mil, que denomino de "Longe Perto" cujas radiações gama atravessam nosso corpo e cujas irradiações transcendentes penetram nosso intelécto, que atuando como uma sonda, deixa partículas abstratas imantando a inteligência das pessoas como o pessoal do Recanto. Quanto ao amor próprio: Ele é muito bom. Nos defende sempre com armas diversificadas fornecidas para cada soldado. Abraços de Luzirmil, visite-me sempre, assim podemos conversar na balança da compensação recíproca. Ah! eu admiro muito as pessoas sinceras. Você é uma delas! Abraços de um amigo.

Para o texto: DEUS é AMOR (T2369741)
De: OTAVIO JM

10/07/2010 15:26

Lendo a sua primeira página de textos, encontrei ao final dela muitas flores e letras de "um sincero abraço apertado". Louvo-te ó Gio Amor, pelas colocações poéticas, resplandecentes de reflexivas palavras para o lado bom da vida. Seus pequenos poemas, assim como os agregados fotográficos, tocam no espírito do leitor, semelhante a um vento brando, quando em meio ao calor do arrebol, nos toca ao ar livre! Parabenizo-te também por ter visitado minha página. Dou muito valor ao um visitante, e como gosto de escrever, para todos eu redijo, como resposta, uma porção de letras, que por serem muitas, longo é o momento em que fico pensando, sintonizado na alma do/a artista que me enviou! Desejou-me um abraço apertado, certamente perfumado pelas maravilhosas flores, assim eu também lhe envio meus votos da mais alta estima e consideração, agradecendo a Deus por ter sido notado por uma musa da poesia, de profundo gosto literário. Desejo que o Senhor dos ventos, mares e estelares esteja, embora invisível, sempre a teu lado, ó nobre poetiza Gio. Paz e Amor a ti também!

Para o texto: Obrigado (a) ! (T2364221) >


De: Gio Amor

Endereço da gio ...giovaniarocha@yahoo.com.br


09/07/2010 19:55

Parabéns Fábio. O preconceito devidamente combatido por poetas dígnos como você e outros, um dia deixará de existir. Estou escrevendo aqui, muito sentido com o tal vocábulo! Acredite, que depois de eu digitar umas oitocentas letras, respondendo-lhe também em acrósticos, evidentemente colocando as primeiras letras de cada frase com grafia maiúscula, pois aqui no espaço de comentários, não conseguimos formar colunas. (Bem, não sei o que houve mas de repente o texto foi sumariamente deletado e não o encontrei mais!) Será que o pessoal moderador do recanto não poderia dar uma arranjadinha nisso, e também nos dar a oportunidade de, caso necessário, reeditar neste espaço aqui? Agora, falando da discriminação, penso que fui preconceitizado por algum toque errado meu no teclado. O comentário estava ficando bom, com palavras compreensivas e com sotaque de parabéns pra você. Receba meu abraço de admiração, caro poeta! Me ajude a contatar o centro literário do Recanto da Letras, para nos darem a oportunidade de retocar nossos comentários também, certo? Deus seja contigo - Luzirmil


9/07/2010 21:27

A água de coco é muito boa, principalmente da forma que você propôs, caro Wilson. Agradeço-lhe por ter visitado minha página. Comentando sobre suas palavras no aposto de minhas letras,penso que realmente, a amizade quando sincera, é uma corda que segura as pessoas unidas através da estima recíproca. Quanto a corda que segura a Terra pra não despencar, estudos dizem que ela é feita pela energia gravitacional, que evidentemente, com mais ou menos tempo tende a se posicionar em relação aos corpos celestes. A cada centímetro de novas posições ocorridas anualmente, podemos formar um cálculo matemático, que dentro de um milhão de anos estaremos mais afundados no espaço,longe do sol,ou mais perto dele. Bem, meu pesadelo não teve relação com as hipóteses científicas; mas passei apertado ao ver a corda se desfiando e a terra no balança-mas-não-cai! Abraços, amigão e Deus te guie sempre!

Para o texto: Água de Coco (T2362479)

De: Vilson Quadros Santanense
Apa09-07 -2010

Olá Jenário. Paz seja contigo. Li todos os seus "exuberantes períodos da quântica-literatura"! Parabéns, nobre amigo. Fiz um retrocesso do último para "O Fim da Tempestade", pois o vocábulo final: arco, me chamou a atenção. Eu sou um dos maiores admiradores do arco-íris. Tempestade?! Ela iniciou-se com o começo de nosso mundo e será evidente que terminará com seu fim; quando então brilhará o Sol da Justiça (Deus). Ele espargirá sua luz sobre todos os pensamentos (nossos seres) e deles surgirá o arco, (pico de seu soneto número onze) que eu denomino de Círculo da Eternidade no Universo! Seus pequenos poemas, transpostos na arte da literatura que eu chamo de "poesia de catorze linhas" te coloca na fileira dos grandes sonetistas; eles têm um "quê" de transcendência, algo superior ao próprio raciocínio incomum! Pode orgulhar-se disso, amigo! Ah! Percebi que você se menospreza em sua abertura *perfílica, o que vem a te ligar numa palavra que aprecio; humildade! Bem, termino por aqui parabenizando-te! Abraços.


09/07/2010 10:41

Cíntia, se o seu bom dia for para mim também, fico muito agradecido. Você me fez recordar de um amigo, ele não é da classe dos pobres, porém tinha horror em pagar pedágios. Viajando em sua companhia certo dia de manhã, ao nos aproximar de uma praça daquelas cobranças, ele disse: -Veja, Luzirmil, as cabines de assaltos aos motoristas! -Ora, não seja tão drástico. - falei - Se a moça, ou o rapaz do caixa te dizer bom dia, transforme a frase numa outra mais transcendente: DEUS TE ABENÇOE. Teus momentos subseqüentes serão todos bons, e você sempre terá dinheiro para pagar pedágios, acredite. -Caramba! Um bom dia equivale a um Deus abençoe? -É claro, amigo. As pessoas se inibem em falar um Deus abençoe, ou uma Paz de Deus. Mas todo bom dia ou boa tarde é uma forma de desejar o bem para alguém a quem saudamos; e o bem, caro companheiro, é um predicado de Deus! Perdoe-me Cíntia, por ter tomado seu tempo. Queira receber meus parabéns por ter bons e tantos textos no recanto.

Para o texto: Bom dia para você (T2367243)
De: Cíntia Flor

gar07/07/2010 18:24

Olá, Barroso, parabéns pelo poema sobre a vida de Cristo. Muito lindo, aliás todos os seus textos são bons. Abraços de Luzirmil.

Para o texto: VIA DOLOROSA. (T2358244)


De: BARROSO

Apagar

07/07/2010 18:12

É como disse Sírlia Lima: Que poeta mais danado! Ele é dos bons mesmo! A gente ri e raciocina ao mesmo tempo. Que bom que no recanto das letras tem ele e outros mais! Desde criança sempre gostei de cordéis, escrevi muitos livretos contendo passagens de minha vida e de outros que me pediram para bolar e escrever. Te admiro Renato! Seu vocabulário é de uma extensão admirável! Dou-lhe meus parabéns mais uma vez. Não me canso de ler suas mensagens ligeiras e bem colocadas. Abraços de Luzirmil.

07/07/2010 17:49

Professora Cássia, deixei para mandar meu comentário ao final de su primeira página, pois li toda ela, desde o "Rio Pombo" até a "Rosa". Maravilhosos! Não tenho palavras, primeiramente para agradecê-la por ter visitado as "campas esquecidas". Você não sabe o quanto me alegrou em receber notícias de Santo Antônio de Pádua. Estive dois dias em Pirapetinga, Depois fui para Vila Velha e passei por aí; se não me engano, sua cidade tem um bairro um pouco distante do centro, porém faz divisa com Pirapetinga, não? Olha, seus pequenos, porém lindos poemas, todos enfeitados com fotos coloridas e com toques ecológicos, me tocaram a alma! Parabéns querida irmã de letras. Voltando a falar do rio, cuja foto transmite-nos ainda um pouco de esperança, recordo-me de ter passado em algum ponto sobre ele. Pena que os rios do planeta estão condenados! Soubemos que recentemente o rio Pombo foi invadido por enorme quantidade de poluentes industriais...Bem, vamos deixar os lamentos e continuar em nosso recanto, expondo idéias e confraternizando-nos com boas palavras.Abraços de Luzirmil.

Para o texto: ROSA (T2346142)


De: cassiateixeira
07/07/2010 17:49

Professora Cássia, deixei para mandar meu comentário ao final de su primeira página, pois li toda ela, desde o "Rio Pombo" até a "Rosa". Maravilhosos! Não tenho palavras, primeiramente para agradecê-la por ter visitado as "campas esquecidas". Você não sabe o quanto me alegrou em receber notícias de Santo Antônio de Pádua. Estive dois dias em Pirapetinga, Depois fui para Vila Velha e passei por aí; se não me engano, sua cidade tem um bairro um pouco distante do centro, porém faz divisa com Pirapetinga, não? Olha, seus pequenos, porém lindos poemas, todos enfeitados com fotos coloridas e com toques ecológicos, me tocaram a alma! Parabéns querida irmã de letras. Voltando a falar do rio, cuja foto transmite-nos ainda um pouco de esperança, recordo-me de ter passado em algum ponto sobre ele. Pena que os rios do planeta estão condenados! Soubemos que recentemente o rio Pombo foi invadido por enorme quantidade de poluentes industriais...Bem, vamos deixar os lamentos e continuar em nosso recanto, expondo idéias e confraternizando-nos com boas palavras.Abraços de Luzirmil.

Para o texto: ROSA (T2346142)
De: cassiateixeira

06/07/2010 10:07

Márcia, só pelo seu perfil percebi que tens muito a nos transmitir com seus textos. Encontrei-te nos enviados para minha irmã, Irene Coimbra, que pela falta de tempo dela estou respondendo ao seu poster. Perdoe-me a ousadia, mas seu nome "Márcia" me faz lembrar do tempo em que o Moacir Franco cantava uma música por nome "Márcia amiga, o tempo vai dizer..."Ah! recordação...de uma menininha que tinha esse nome, depois cresceu e não mais a vi. Olha, sua pena teve nas analéctas palavras de "Pensamentos Amaranhados" um inteligente percurso nas vias da grandeza literária. Parabéns e abraços de Luzirmil Coimbra e de minha irmã Irene Coimbra!

Para o texto: Pensamento Emaranhado. (T2359629)


De: Márcia Barcelos

06/07/2010 09:16

Lindas palavras, querida Mel. Só de ler seu pseudônimo a gente se sente mais seguro espiritualmente. Para um peregrino, que vive levando mensagens de esperança aos mais recônditos lugares dos sertões, sua mensagem me fez incluí-la em minha lista de MENSAGEIROS DE LUZIRMIL. Espero ler outros mais. Ah! Eu não tenho religião, porém convicção de que existe o universo de Deus, para onde seremos transladados num futuro. Vamos aguardar. Leia meu perfil e minhas poesias transcendentais e certamente verá que nos sintonizamos na filosofia cristã!

Para o texto: Teu Querer em Mim...*** (T2361144)


De: Mel Braga Protegida por um Anjo

06/07/2010 08:55

De um sol negro; passando pelo portão; atinando com o cúmplice do dinheiro; pensando nos corvos e seus puleiros; remédios que não curam; um pobre coitado; na orgia, na algazarra; a verdade e o perdão; o perfume do jardim e o próprio fim: formaram um conjunto de temas que só o pensamento nobre de um grande poeta poderia reunir. Mais uma vez meus parabéns, prezado colega. Me vi gratificado em ter notícias suas em meus recebidos. Obrigado amigo. Abraços de um peregrino.

Para o texto: S O I S . . . . . (T2256737)


De: cavenatti

Apagar

05/07/2010 18:58

Ah! Em algum Lugar do Passado! O encantamento da recordação faz parte dos pensamentos de qualquer poeta que se preze! Em cada lugar, em cada tempo, sempre existirão neles, reflexos dos fatores preponderantes que marcam a vida dos que amam. Parabéns, Marilda. Seus pensamentos poéticos, são simbolos da suavidade literária! Obrigado por nos premiar com seu escritos no recanto das letras!

Para o texto: **Em algum lugar do passado** (T2335211)


De: lavienrose

05/07/2010 18:41

Formidável! Me embalei em seus sonetos e pequenas poesias, sempre enfeitadas com as cores oriundas dos belos quadros e fotos. Suas colocações sobre o amor formam pontes para o devaneio e mergulho na paixão. Laços de sua sublime intelectualidade ligam palavras, imaginadas com cálculos precisos do bem querer!Parabéns, nobre companheira de artes, e obrigado por ter lido "Sino e a Bicicleta"

Para o texto: Tanto Amor (T2183944)


De: ElischaDewes

05/07/2010 15:09




1   ...   29   30   31   32   33   34   35   36   37


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal