Analec e os mercadores de liçÕES



Baixar 2.76 Mb.
Página27/37
Encontro24.10.2017
Tamanho2.76 Mb.
1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   ...   37

Para o texto: O amor é filme (T2453890)


De: Yara Iris

Apagar

23/08/2010 05:15

Interessante, caro Bosco. Todas as madeiras que cortei nos anos que trabalhava no campo(poucas e por ignorância de suas utilidades) me transmitiram as delícias de suas perfumadas seivas. Parabéns e abraços de Luzirmil.

Para o texto: O SÂNDALO E O LENHADOR (T2453891)


De: Bosco Esmeraldo

Apagar

23/08/2010 05:12

Uau! Que emocionante! Para quem já foi um andarilho e peregrino como eu, foi muito bom te ler, caro Saulo. Pena que a cobra cortou o destino do caminhante, pois certamente ele teria seguido seus primeiros passos, passos de um andarilho! Gostei de sua história! Tem tudo tudo a ver com minha vida real de décadas atrás, quando fiz muitas caminhadas sem destino! Escrevi diversos manuscritos, inclusive atualmente transformados em livros, como "UM VIOLINO NAS JORNADAS" e outros. Abraços e parabéns, nobre colega.

Para o texto: Três decisões de um andarilho (T2453896)


De: Saulo Eduardo Korndorfer

Apagar

23/08/2010 05:00

Meu pai já gostava de Cristais e minha mãe da mão de pilão, de socar arroz para limpar! Mas os cristais que meu pai gostava eram pegos nos garimpos! A mão de pilão foi usada como arma, uma única vez, que eu saiba; assim mesmo para barrar um touro enfurecido que quase nos pegou no quintal cuja cerca foi arrombada por uma briga de dois deles. Ah! Sheila, estou aqui por que te vi ali no Humberto, e deve estar on line. Aceite um abraço e visite-me. Amo visitantes poetas e poetisas. Indico-lhe meu cordel"JOÃO BOA VIDA".

Para o texto: Papai por armas, mamãe por cristais (T2436634)


De: Sheilla Liz

Apagar

23/08/2010 04:48

Se tá doido Humberto! Li sua crônica e me deliciei, mas ao final fiquei meio apreensivo. Entretanto foi muito boa e terminou comicamente, como também foi boa sua perfeita e descontraída descrição desde o começo. Será que alguém jogou sua vódka fora por preocupação? Ou sugaram-na sem que você visse? Suas narrativas me fizeram lembrar de alguns lances de minha vida. Muito boa crônica. "GRAÇAS A DEUS"! Abraços, nobre colega do Recanto.

Para o texto: Graças à Deus! (T2453861)


De: Humberto de Jesus

Apagar

23/08/2010 04:38

Palavras belas como as suas, só podem ter partido de uma bela flor. Só elas irradiam o carinho na poesia. Parabéns, cara Flor - visite minha "A FLOR FEITICEIRA". Abraços a você e aos seus entes queridos.

Para o texto: Simplesmente saudades (T2453870)


De: floor

Apagar

23/08/2010 04:33

Belas palavras, cara Maria! "A MADRUGADA", fator corriqueiro mas percebido por aqueles que como você e eu perdem o sono! Sono sofrido, angustiado e cheio de pesadelos! A culpa é do ar que respiramos! Cuja composição grotesca, contendo mais monóxido de carbono do que oxigênio, suja o sangue, não dando ao nosso cérebro a condição de descanso! Mas fazer o que? Ah! que saudade de Maceió. Estive peregrinando aí em maio de 1993. Vivi cinco dias de alegria com o povo de Deus dessa cidade. Obrigado por me fazer recordar de uma cidade que me deixou gratas recordações divinas. Aceite meu abraço afetivo e visite-me também.

Para o texto: MADRUGADA! (T2453872)


De: Simplesmente Maria

Apagar

23/08/2010 04:24

É isso mesmo, querida A Flor. Coisas insignificantes também são compostos ou fatores que não devemos ignorar. Em minhas jornadas de peregrino, andou em minha companhia, um homem que se dizia ser "O PEREGRINO DA NOITE" cujos pensamentos eram muito além dos meus. Suas palavras eram sábias e nelas ele sempre enfatizava que as mínimas coisas eram ornamentos das grandes. Meus parabéns por seus pensamentos lógicos. Aceite um abraço afetivo de Luzirmil.

Para o texto: TUDO TEM VALOR* (T2453873)


De: A Flor Enigmática

Apagar

23/08/2010 04:15

Nem tenho vontade de votar mais, meu nobre Roberto. Acho que vou parar com isto. Tenho pavor, quando ouço nas reportagens que temos meio milhar de deputados e uma centena ou duas de senadores ricos, chupando nosso custoso salário! Mal temdado para cumprir alguns compromissos. Tomara que haja mais votos nulos do que válidos, como resposta a tanta desonestidade por parte dos políticos. Abraços fraternos a você, nobre colega.

Para o texto: O Picadeiro está Armado (Política) (T2453877)


De: Robert Borges

Apagar

23/08/2010 04:06

Bom dia Gustavo. Parabéns por tão densas palavras de ânimo colocadas nesta letra de música. Não conheço a melodia, contudo faço uma idéia que deve ser linda. Tenho lutado para ser um herói, ainda que épico e esquecido. Vou continuar, agora incentivado por suas palavras, pelo menos na tentativa de crer que Deus nos tirará do buraco dos descrentes... Abraços a você.

Para o texto: HERÓI (T2453878)


De: Gustavo Drago (autor RELíQUIA)

Apagar

23/08/2010 03:57

És um grande patriota, caro Alexandre! Realmente, o Brasil é nossa pátria,que devemos amar, entretanto tão desrespeitada por seus dirigentes, mormente pelos quinhentos deputados e sei lá quantos senadores, que sugam tudo dos sofridos brasileiros da classe média baixa. "Ah! Brasil" suas suas palavras soam como um lamento do poeta, que certamente quer tudo de melhor para esta nação querida!Aceite um abraço do Luzirmil.

Para o texto: AH, BRASIL!... (T2453880)


De: Alexandre Oliveira

Apagar

23/08/2010 03:46

Poesia declarativa de "UM ÚNICO AMOR" sincero pela esposa. Parabéns Salorran. Nos dias atuais é gratificante encontrar casais que se amam com sinceridade. Nesta virtude pode ter certeza, terão sempre as benções de Deus vos enlaçando.

Para o texto: Único amor (T2453881)


De: Salorran

Apagar

22/08/2010 18:20

Ser feliz? É andar pelos caminhos, nas jornadas em solidão,pisando em pedras e espinhos e tendo muita aflição, mas lutar valentemente, em busca da...Ah! querida Biqui! Tenho procurado a felicidade nisso que você falou, mas ninguém me entende; e ninguém me perdoa quando cometo erros! Ah! mas continuo a desejar em ser feliz. Quem me dera ganhar muito dinheiro! Eu seria feliz se pudesse ir onde quisesse, e pudesse encontrar pessoas maravilhosas como você, inclusive seus pensamentos! Me senti pequeno ante eles, mas grande por ter recebido sua visita! Obrigado, e aceite um abraço apertado do Mensageiro de Luzirmil. Você é nota dez! Li toda sua página de pensamentos, e tendo neles profunda atenção, achei-os fundamentais para aguçar minhas reflexões. Obrigado por me dar de conhecer-te. Pena que nas ondas do mar virtual não temos esperança em seus horizontes...

Para o texto: SER FELIZ... (T2426344)


De: Biquine Cavadão

Apagar

22/08/2010 10:12

Que beleza, Silvia! "DE AMOR"! Duas palavrinhas curtas que tematicamente se alastraram em belíssimas frases, entremeadas de não menos belas ilustrações. Você é dez menina! Obrigado por me convidar a te ler. Na qualidade de um humilde filósofo, soboreei e tirei de suas palavras um delicioso gosto filosófico a partir do ALVORECER. Abraços do Luzirmil e obrigado por me visitar. Leia o sonho que tive sobre "O MENINO DO RIO E A BÍBLIA", e aceite um beijo cor de rosa!

Para o texto: DE AMOR - Silvia Regina (T2451577)


De: Silvia Regina Costa Lima

Apagar

22/08/2010 10:03

É uma grande verdade, caro Adauto. Basta que levemos um tombo numa casca de banana para nos sentimos humilhados e até feridos! Fiquei contente com sua visita à minha escrivaninha. Ah! nobre colega, quanto ao "MENINO DO RIO E A BÍBLIA" digo-lhe que Deus me fez ser um sonhador, entretanto sinto-me bem com isto. Dizem que é conforme os alimentos que ingerimos, mas tenho sonhado até com quedas de aeronaves, e por incrível que parece quando o sonho ocorre, acontece algum fato real. O que você acha dos sonhos? Olha, aceite um respeitoso abraço deste peregrino, e que sejas abençoado por Deus.

Para o texto: O ORGULHO É EGOÍSMO ! (T2299765)


De: adauto

Apagar

22/08/2010 07:00

Acho que eu tenho a "ALMA DE POETA"! Em e-livros descrevi uma viagem sem destino no livro "UM VIOLINO NAS JORNADAS". Viajei pelo mundo sem destino, a mandado da alma que insistia em perambular! Belas citações, cara Kátia; belo apanhado! Beijos fraternos pra você.

Para o texto: Alma de poeta(interação) (T2441515)


De: Kátia Pereira

Apagar

21/08/2010 23:59

Olá Celio, obrigado pela visita. Gostei de seu cordel, apenas fiquei triste com o final da história. Abraços e apareça mais em meu Recanto.

Para o texto: ESTÓRIAS DO SERTÃO - RESGATE DA MEMÓRIA (T1035317)


De: Celio Govedice

Apagar

21/08/2010 23:33

Sabe que é isso mesmo, caro Djalma! Somos o que somos, refletidos evidentemente, nos espelhos angulares das faces lapidadas da sociedade, principalmente na área da literatura. Mas devemos observar bem esse espelhamento.Agradeço-lhe mais uma vez pela portentosa visita às minhas páginas. Abraços a você e seus entes queridos.

Para o texto: Análise apurada (T2450222)


De: Djalma CMF

Apagar

21/08/2010 23:16

Vai aí Kátia: Liberdade é abraçar o fogo e não se queimar; olhar para o sol e não ficar cego, mergulhar na água e não se molhar, não se machucar ao pisar em prego. Liberdade é ainda voar como a águia nas alturas das nuvens e nadar como peixe na profundeza do mar. Liberdade é tudo, liberdade é amar!

Para o texto: Liberdade é? " ciranda aberta a todos " (T2441655)


De: Kátia Pereira

Apagar

21/08/2010 22:53

Boa noite, Marlene. Encontrando uma visita sua em minha escrivaninha, pus-me imediatamente a ler seus conteúdos mais breves, como as frases. Li toda a primeira página e mais algumas subsequêntes, voltando nesse texto sobre a esperança. Encontrei lógicas profundas em todos os seus pensamentos, cara colega. Parabenizo-lhe pelo alto raciocínio aplicado em cada frase. Quanto a este, da "A ESPERANÇA" gostaria de perfumar suas reflexões com o nardo de um sonho que tive de cujo resultado surgiu meu peseudônimo. Foi o seguinte: Em minhas visões durante o sono, vi uma escada imensamente alta, faltando porém, oito degraus; entretanto ela se apoiava numa espécie de arco-íris, contendo uma estrela central de grande esplendor. Fiquei a admirar aquela formação, quando percebi que havia um menino sentado sobre a beirada daquele círculo multicolorido. Olhando para baixo ele disse-me: Ó Peregrino, suba até aqui. -Subir como? - falei- os degraus da escada estão altos demais para que eu possa galgá-la. - Ora, venha voando - disse-me ele. De repente notei que ficara leve e ao me impulsionar me vi elevado próximo dele. No momento senti um perfume inebriante, que nunca jamais sentira. Curioso perguntei: -Quem é você? E que lugar é esse? - Eu sou um anjo - disse-me. Esse arco-íris é o céu, cujo nome real é LUZIRMIL. Aquela estrela central tem a potência de mil estrelas de primeira grandeza, e é formada por migalhas da energia de Deus. Esse perfume é o cheiro da esperança; aspire-o profundamente, pois receberás dele, o dom de levar esperança onde houver desespero. Doravante deixarás de ter a alcunha de Peregrino para ser chamado de "MENSAGEIRO DE LUZIRMIL"... Bem, cara Marlene, foi daí que tirei meu pseudônimo para o Recanto. Na verdade Luzirmil é propriamente o céu (C.E.U.CÍRCULO ETERNO NO UNIVERSO) que, pelo que o anjo me falou, será composto de anjos e santos num futuro depois da odisséia no Universo. Esperança...vamos tê-la até o fim! Abraços querida, e volte outra vez.

Para o texto: A Esperança (T452393)


De: MVA

Apagar

21/08/2010 21:30

Depois de ler suas frases, acredito que ficarei mais em guarda contra as mazelas das contraposições às verdades. Caramba! Como são cheias de lógicas; algumas delas tem conotações com a palavra de Deus, que certamente lhe deu as inspirações. Parabéns, cara Helena, vim aqui agradecer-lhe por ter lido meu termo de saudade da bela Laré, deixando ali sua preciosa mensagem nos comentários. Muito obrigado, querida mestra; acho que posso chamá-la assim, visto o grau das sábias palavras de suas frases "ALGUMAS VERDADES". Olha, vou ler outros textos seus, pois me senti muito bem com sua literatura, e até instruído por elas. Aceite um afetivo abraço do Luzirmil.

Para o texto: Algumas verdades. (T2359679)


De: Helena Terrivel

Apagar

21/08/2010 10:22

Bom dia Silvia. Então. Cheguei de uma longa viagem a qual fiz as descrições conforme você pode ler. Ah! lendo seu soneto fiz várias comparações com minha vida de peregrino. Os pesadelos são, muitas vezes, uma contraposição de minhas ações por este mundo afora. Seu poema retrata muito bem as odisséias pelas quais vivem os seres humanos, mergulhados no limbo da sujeira atmosférica e até social. Suas palavras são férteis em reflexões. Parabéns, ó nobre poetisa. Agradeço-lhe por ter tirado um tempo para ler "AS MARGENS CALCINADAS", e além de ler, comentar. Muito obrigado cara Silvia. Assim que eu ler mais artigos seus lhe comunicarei. Abraços.

Para o texto: MALÍGNA FLOR - Soneto n.151 - Silvia Regina (T2446953)


De: Silvia Regina Costa Lima

Apagar

21/08/2010 07:25

Bom dia Noeli. Assim como você cita nesta sua publicação de 02/08/2008 sobre seu retorno de férias, também eu venho lhe comunicar que após oito dias de trabalhos voluntários, entre 14 e 20 de agosto do corrente, lá no norte de Minas, aqui estou novamente a digitar caracteres no sentido de me comunicar com meus amigos e amigas do Recanto. Primeiro dou-lhe meus parabéns pela bela poesia "DEPOIS DA TEMPESTADE O SOL VOLTA A BRILHAR". Eu que o diga! Vivi seis dias de intensos movimentos, no sentido de preservar a vida de animais e plantas, que caso o poder do fogo não fosse contido em alguns pontos, haveria um grande desastre ecológico. Mas a tempestade passou...por enquanto, pois nesses dias de agosto as coisas estão pretas para combater o poder da combustão. Leia em meu e-livro "O TEMPO, O FOGO E O VENTO" pra você ter uma idéia das mazelas do fogo em nossos dias. Olha quero lhe agradecer pela prestimosa atenção para com este Peregrino de Luzirmil. Fiquei contente por encontrar seu comentário em minha escrivaninha. Aceite meu abraço; e convido-te a ler um relatório em cordel que fiz da viagem. "AS MIRAGENS CALCINADAS"

Para o texto: Depois de Toda Tempestade, o Sol Volta a Brilhar! (T2414748)


De: Noeli Lazarotto

Apagar

20/08/2010 19:45

Pois é, professora Cássia. Meu pai também já partiu, mas oportunamente nos comunicamos, quando em minhas profundas meditações ponho-me a orar e Deus se manifesta na lembrança de meus velho! Obrigado, querida, pela visita e palavras de incentivo à longa viagem. Regressei hoje do Sertão Veredas, cuja viagem foi estendida até o Vale do Rio Jequitinhonha. Em todo o trajeto percebemos o quanto a natureza está judiada pelo fogo! Só se vê árvores calcinadas na beira das rodovias! Nem é bom pensar! Parabéns pela composição "MEU PAI". Deus te abençoe pela visita, que por motivo de eu estar ausente só pude respondê-la agora. Aceite um abraço do Luzirmil.

Para o texto: MEU PAI ! (T2420495)


De: cassiateixeira

Apagar

20/08/2010 19:35

Boa noite Renato. Cá estou de volta depois de oito dias singrando os cerrados do Sertão Veredas. Antes quero parabenizá-lo por mais dois cordéis seu que li, tanto na história do menino, como de Caím. Só podem ter surgido mesmo numa mente iluminada. Enfim quero agradecer-te por mais uma valorosa visita sua à minha escrivaninha. No tocante a viagem voluntária que efetuei, digo que rodamos três mil e duzentos quilômetros, instruindo pessoas e outros serviços, como o combate estratégico de incêndios. Breve pretendo publicar um cordel em tercetos, que compus durante a missão. Abraços e meus agradecimentos pela consideração.

Para o texto: O castigo de Caim. (T2443287)


De: Renato Lima

Apagar

20/08/2010 19:21

Interessante, Kátia. Na foto, um exemplo humano da harmonia da natureza. Eu que estive nesses dias, inclusive livrando algumas serpentes de serem queimadas pelo fogo, só me resta levar neste comentário, uma resposta digna do que você merece. Obrigado pelos comentários aos meus pensamentos. Você é nota dez em prestigiar seus colegas de letras. Breve vou escrever alguns textos sobre minha 84° viagem ao norte de Minas, sempre a serviço de Deus e da Natureza. Que lindo, ver aquela cutia mamando no seio da mulher, segurando o filho ao lado! É algo para nos aguçar a reflexão. Parabéns por tudo que você escreve. Vou continuar te lendo e comentarei mais, pode aguardar. Abraços afetivos a você.

Para o texto: Filantropia (T2418836)


De: Kátia Pereira

Apagar

20/08/2010 19:06

Minha cara Flor da vida! Graças a Deus acabo de chegar. Encontrei dois comentários seus em minha escrivaninha e me propus respondê-las urgente, usando para tanto esta belíssima poesia, onde os poderes da brisa, do furacão e do vulcão, dispensam à composição parte suas forças; mas é na brisa que elevo-te meus votos de consideração e apego, embora virtual, mas psicossomaticamente válido para nossa afetividade. Assim que eu tiver um tempo estarei relatando os lances de minha jornada voluntária entre os dias 14 e 20 de agosto de 2010. Talvez eu os faça em cordel em tercetos, já que tenho encontrado preferência nesse tipo de literatura por parte dos recantistas. Aguarde, querida irmã de letras. Aceite um forte abraço de saudade do Luzirmil.

Para o texto: Amor e dor (T2393460)


De: Flor da Vida

Apagar

20/08/2010 18:53

Rosa! Que belas composições. A maior escola realmente é a escola da vida! Bem, aqui estou de volta, depois de oito dias de intensas atividades em favor da fauna e flora de nosso planeta. Venho, por aqui, agradecer suas amáveis palavras, editadas por ti no dia 15. Muito obrigado pela enorme consideração. Fiz uma boa, embora atarefada peregrinação ao norte de Minas, mas valeu a pena. Pretendo publicar os relances da aventureira missão voluntária. Possivelmente os farei em tercetos, já que noto a preferência de muitos leitores nesse tipo de literatura. Aguarde. Enquanto isto irei lendo seus artigos. Olha fiquei embevecido com suas palavras. O Recanto é realmente uma fonte de contentamento para nossa convivência, embora virtual, porém preenche perfeitamente as lacunas da nossa necessidade de comunicação entre intelectuais. Abraços e obrigado por me considerar um amigo,inclusive de letras.

Para o texto: Meu Livro É Também O Seu Livro (T277032)


De: RosaAmbiance

Apagar

14/08/2010 05:00

Olá Rutinha, antes de sair vim aqui pra lhe dizer obrigado pela atenciosa visita. Ah! Ritinha! Você me fez recordar do tempo em que tive na escola. Foi um tempo breve mas marcou uma paixão que tive pela "menina da face rosada". Leia lances em "BIOGRAFIA DE LUZIRMIL". Olha, seu cordel ficou ótimo. Assim que eu regressar da viagem vou ler mais artigos seus e comentar. Abraços, menina traquina!

Para o texto: MEU NAMORADO !!! (T1894110)


De: Rutinha

Apagar

14/08/2010 04:24

É isso daí, Fernanda: Um para o outro e os recantistas se deliciando com o romance inacabado. Pena que tudo é diferente! E então? Gostou de ter encontrado o Recanto? Vá lançando suas poesias e prosas que todo mundo vai lendo; o Recanto é um lugar claro, e centenas de poetas e leitores o encontra facilmente. Abraços a você e obrigado pelo retorno.

Para o texto: Amor antes da primeira vista II (T2434577)


De: Fernanda Macena

Apagar

13/08/2010 20:57

"De Luzirmil aos recantistas" será postado amanhã de madrugada, antes de eu sair de viagem.

Para o texto: Parabéns Flor da Vida//Flor Amorosa// E várias outras sublimes homenagens! Confiram... (T2417302)


De: Flor da Vida

Apagar

13/08/2010 20:55

Ah! Flor, mais uma vez tenho que viajar para longe. Mas visite meu cordel "DE LUZIRMIL AOS RECANTISTAS". Abraços e parabéns pelos colocados de hoje.

Para o texto: Parabéns Flor da Vida//Flor Amorosa// E várias outras sublimes homenagens! Confiram... (T2417302)


De: Flor da Vida

Apagar

13/08/2010 20:22

Olá professora Cássia, onde tu andas? Ah! já sei! Entre duas estrelas. Bela poesia, em que deste vida à duas estrelas. Mas por fim irão dormir um bom soninho. Olha amanhã se Deus quiser, irei fazer mais uma longa viagem, em torno de de mil e duzentos quilômetros de minha casa. Visite um cordel que fiz, mas vou colocá-lo amanhã cedo, intitula-se "dedicação de Luzirmil aos recantistas". Abraços, querida professora e dê lembranças minhas ao pessoal de seu conhecimento, aí em Santo Antônio de Pádua.




1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   ...   37


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal