AlteraçÕes hemodinâmicas em pacientes adultos hospitalizados submetidos a aspiraçÃo traqueal



Baixar 17.08 Kb.
Encontro09.11.2017
Tamanho17.08 Kb.

Alterações hemodinâmicas em pacientes adultos hospitalizados submetidos a aspiração traqueal.
Cleverson dos Santos Gonzalez (Fisioterapia-Uniamérica), Janaina Paula Aroca (Orientadora-Uniamérica), e-mail: jparoca@uol.com.br
Palavras chave: Sucção, monitoramento, efeitos adversos
Resumo:
A aspiração traqueal é um recurso cuja finalidade é remover secreções traqueobrônquicas e viabilizar a ventilação pulmonar, podendo, entretanto, proporcionar complicações como hipoxemia, arritmias e taquicardia. O objetivo desse estudo foi avaliar as alterações na freqüência respiratória, freqüência cardíaca, saturação arterial de oxigênio durante o procedimento de aspiração traqueal em enfermaria adulto. Para isso, foram avaliados 50 indivíduos em respiração espontânea, hipersecretivos e impossibilitados de eliminarem este conteúdo espontaneamente. Foram observadas as alterações da freqüência respiratória, freqüência cardíaca, saturação arterial de oxigênio antes e durante o procedimento. Os resultados, após análise estatística, revelaram que os parâmetros avaliados apresentaram alterações significantes, em nível de 1%, no grupo testado, permitindo concluir que a realização da aspiração traqueal apresentou alterações significativas em todas as variáveis avaliadas quando comparadas antes e durante o procedimento.

Introdução
A aspiração endotraqueal é um procedimento de sucção do trato respiratório utilizado pela fisioterapia após a realização das manobras de higiene brônquica, a fim de ajudar o paciente a remover as secreções traqueobrônquicas e com isso viabilizar a permeabilidade das vias aéreas e melhorar a ventilação pulmonar (COSTA; JAMAMI; PIRES, 1999). Apesar de ser considerada uma técnica simples, pode oferecer riscos e complicações, tais como dessaturação de oxigênio, arritmias, entre outras. (WALSH et al., 1989). Além da hipoxemia, o procedimento de aspiração endotraqueal pode resultar em alterações da função cardíaca, como arritmia, provavelmente devido à falta de oxigênio nas câmaras cardíacas resultante da hipoxemia. Outro efeito adverso é o risco da estimulação traqueal provocar o aumento da atividade simpática resultando em taquicardia e hipertensão arterial (CARROL, 1994). Há ainda a possibilidade da técnica de sucção traqueal causar traumatismos da mucosa traqueal, infecções, aumento da pressão intracraniana, laringoespasmos, bradicardia, ansiedades, alterações na pressão parcial de gás carbônico, broncoconstrição, náuseas, vômitos e parada cardíaca (DONALD; ROBERTSON; TSEBELIS, 2000). Sabendo-se dos efeitos adversos da aspiração endotraqueal, e considerando a escassez de estudos científicos relacionados a pacientes hipersecretivos em ventilação espontânea, este estudo teve por objetivo avaliar as alterações ocorridas na freqüência respiratória (f), freqüência cardíaca (fc) e saturação arterial de oxigênio (SaO2) durante procedimento de aspiração traqueal em pacientes adultos hospitalizados, hipersecretivos, traqueostomizados ou sem uso de prótese ventilatória, em ventilação espontânea.

Materiais e Métodos
Este estudo prospectivo foi realizado por 12 meses nas enfermarias dos departamentos de clínica médica, cirurgia e ortopedia-traumatologia de um hospital de nível terciário da cidade de São Paulo, após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do mesmo e seguiu as normas das Resoluções 96/196 e 251/97 do Conselho Nacional de Saúde. Foram incluídos no estudo pacientes adultos, traqueostomizados ou não, em respiração espontânea, hemodinamicamente estáveis, que apresentavam sinais de secreção pulmonar evidenciados na ausculta pulmonar e/ou história clínica e impossibilitados de realizarem eliminação deste conteúdo de forma espontânea e não invasiva. A técnica de aspiração nasotraqueal foi realizada introduzindo-se uma sonda aspiração número 10 ou 12, até que a mesma atingisse a traquéia. Neste momento, era iniciada a sucção da secreção (por vácuo da rede hospitalar) por 10 segundos, observando as alterações do paciente. Então, era dada uma pausa necessária para o seu restabelecimento (tempo necessário para o retorno das alterações ao seu valor basal), variando de acordo com cada indivíduo, sem retirar a sonda, apenas interrompendo a sucção. O procedimento foi repetido o número de vezes necessário até que a secreção fosse completamente eliminada. Já na aspiração endotraqueal, a sonda foi introduzida pelo orifício da traqueostomia, permanecendo a sucção da secreção por 10 segundos. A sonda era então retirada, realizando pausa para o restabelecimento do paciente. O procedimento foi repetido o número de vezes necessário até que a secreção fosse completamente eliminada. Durante as técnicas de aspiração nasotraqueal ou endotraqueal, os pacientes foram mantidos com aporte de oxigênio igual ao que recebiam antes do início do procedimento de aspiração. Durante os procedimentos foram monitoradas as alterações de freqüência cardíaca e saturação de oxigênio e freqüência respiratória; os sinais e sintomas apresentados durante o procedimento foram observados e registrados para análise posterior. Os parâmetros citados foram avaliados antes, durante e após o procedimento de aspiração traqueal. Os dados obtidos durante a coleta foram organizados em uma planilha de dados no Microsoft Excel® e a análise estatística foi realizada utilizando-se o programa GMC – FORP/USP. Após a aplicação do teste de aderência a curva normal, os dados foram submetidos aos testes estatísticos t de Student para amostras normais pareadas ou não. Já para as amostras não normais, os dados foram submetidos ao teste U de Mann-Whitney para duas amostras independentes e Wilcoxon para amostras vinculadas.
Resultados e discussão
A população estudada foi de 50 pacientes e, da totalidade desses, 18 eram tabagistas e 32 não tabagistas. Os parâmetros fc, f, e SaO2 apresentaram alterações estatisticamente significantes, em nível de 1%, nos grupos testados, quando comparados antes e durante a aspiração traqueal, sendo que fc e f apresentaram um aumento nos valores médios e SaO2 apresentou diminuição nestes valores. Com relação à alteração da freqüência cardíaca, no presente estudo observou-se um aumento da fc durante o procedimento em todos os pacientes avaliados, exceto em três, nos quais ocorreu bradicardia. Em concordância com esses resultados, Carrol (1994) observou que o paciente submetido à técnica de sucção corre o risco da estimulação traqueal provocar o aumento da atividade simpática, resultando em taquicardia. A bradicardia foi pouco freqüente no presente estudo, entretanto, Grossi; Santos (1994) verificaram que a bradicardia pode de ocorrer, oferecendo risco ao paciente durante a técnica de aspiração traqueal. Isto pode ser explicado pela estimulação dos nervos parassimpáticos do coração (nervos vagos), liberando acetilcolina que reduz a freqüência do ritmo do nodo sinusal e diminui a excitabilidade das fibras juncionais atrioventriculares (GUYTON; HALL, 1997). Das intercorrências, a hipoxemia tem sido apontada como uma das mais sérias pela maioria dos investigadores. Esta se dá ao realizar a sucção das secreções, pois, neste momento, aspira-se também o ar oxigenado dos pulmões (CARROL, 1994). Segundo Grossi; Santos (1994), durante a aspiração traqueal, ocorrem quedas abruptas da PaO2, que levam ao comprometimento das funções celulares, desencadeando arritmias cardíacas, parada cardiorrespiratória e a morte do paciente. Em nosso estudo, apesar da ocorrência de queda de SaO2 em todos os pacientes durante o procedimento, as demais conseqüências deste evento não foram observadas, mesmo sem a realização de hiperoxigenação prévia, como sugerem Regan; Kleinfeld; Erik (1994). Pelo exposto acima, podemos considerar que a aspiração traqueal, mesmo sendo de valia para o tratamento de pacientes hipersecretivos, pode trazer efeitos adversos a estes pacientes, tais como alterações significativas na fc, f e SaO2 quando comparadas antes e durante o procedimento. Embora em nosso estudo tenha sido encontrada grande variabilidade de efeitos adversos, nenhum deles colocou em risco a vida do paciente, pois se apresentaram momentaneamente e cessaram-se com o término do procedimento, mostrando-se insuficientes para inviabilizar o uso da técnica. Entretanto, cuidados devem ser tomados durante a execução da aspiração traqueal a fim de minimizar esses efeitos e assegurar qualidade e segurança na execução da mesma.
Conclusões
De acordo com os resultados obtidos, foi possível concluir que a realização da aspiração traqueal apresentou alterações significativas na fc, f e SaO2 quando comparadas antes e durante o procedimento, porém, estas se mostraram insuficientes para inviabilizar a técnica.
Referências bibliográficas
CARROL, P. Safe suctioning prn. RN, v. 57, n. 5, p. 32-36, 1994.

COSTA, D.; JAMAMI, M.; PIRES, V. A. Recursos mecânicos de Fisioterapia Respiratória. In: COSTA, D. Fisioterapia Respiratória Básica. São Paulo: Atheneu, 1999. p. 109-111.

DONALD, K. J.; ROBERTSON, V. J.; TSEBELIS, K. Setting safe and affective suction pressure: the effect of using a manometer in the suction circuit. Intensive Care Med, v. 26, n. 1, p. 15- 19, 2000.

GROSSI, S. A. A.; SANTOS, B. M. O. Prevenção da hipoxemia durante a aspiração endotraqueal. Rev. Latino-am. enfermagem, v. 2, n. 2, p. 87 –102, 1994.

GUYTON, A. C.; HALL, J. E. Tratado de Fisiologia Médica. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara- Koogan, 1997. p. 914-917.

REGAN, K.; KLEINFELD, M. E.; ERIK, P. C. Fisioterapia para pacientes com cirurgia abdominal ou torácica. In: IRWIN, S.; TECKLIN, J. S. Fisioterapia Cardiopulmonar. 2. ed. São Paulo: Manole, 1994. p. 333.



WALSH, J. M. et al. Unsuspected hemodynamic alterations during endotracheal suctioning. Chest, v. 95, n. 1, p. 162-165, 1989.
: pesquisa -> anais -> seminario -> pesquisa2008 -> pdf
pdf -> Comparação entre o método de Levi Ben Gershon e o método Babilô
pdf -> Análise comparativa do nível de conhecimento sobre envelhecimento de alunos de cursos de graduação da área da saúde
pdf -> Análise sensorial de doce de leite de soja entre universitários de guarapuava-pr
pdf -> AlimentaçÃo e ditadura da magreza: uma abordagem antropológica da contemporaneidade
pdf -> Título do resumo expandido
pdf -> Estudo da variabilidade físico-química de vegetais submetidos à desidratação por secagem e por osmose
pdf -> Título do resumo
pdf -> Materiais e métodos
pdf -> “Com efeito, a própria experiência é uma forma de conheciment
pdf -> Goodwill: um comparativo entre as normas vigentes e seu reflexo nas demonstraçÕes contábeis do banco itaú S




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal