Alguns matemáticos brasileiros



Baixar 45.54 Kb.
Encontro14.07.2018
Tamanho45.54 Kb.


    Alguns Matemáticos Brasileiros




    Marger da Conceição Ventura Viana (Orientadora)

    Universidade Federal de Ouro Preto -marger@iceb.ufop.br

    Monique Rafaella Anunciação - niquerafaella@yahoo.com.br



Ronaldo Lage Figueiredo - ronaldomatematico@gmail.com

Alexandre Pereira de Vasconcellos - alexandrevasconcellos2000@yahoo.com.br

Adriana Aparecida Solvelino Brum - drianinhabrum@yahoo.com.br

Aldécio Alexandre Moutinho - rosilenefelicio@yahoo.com.br

Eliane dos Santos - eliane.santos@caemi.com.br

Lillia dos Santos Barsante alexandrevasconcellos2000@yahoo.com.br

Nára da Silva Coelho - leoamatematica@yahoo.com.br

Pollyana Oliveira Samrout pollysamrout@hotmail.com

Rosana Lessa de Carvalho Paula - eliane.santos@caemi.com.br

Rosilene Aparecida Felício - rosilenefelicio@yahoo.com.br

Sheila Alves Moreira de Paiva - paiva.sheila@gmail.com

Cyntia Andrade - andradecyntia@yahoo.com.br


Beatriz Rocha Pereira das Neves (1935-1986)

Sob a orientação de Luis Adauto de Medeiros, defendeu no Instituto de Matemática da UFRJ a tese: Sur um probléme non lineaire d'Evolution, que foi comunicada em C. R. A. Sc. de Paris, 1975, em Roma, na Itália e no Seminário Brasileiro de Análise, em São Paulo. Trabalhou na regularidade de soluções fracas para equações hiperbólicas não lineares em domínios não cilíndricos; os resultados foram publicados em Atas da Reunião de Análise Funcional Campinas 1973, editado por Djairo G. Figueiredo; participou da administração do Instituto de Matemática da UFRJ, tendo ocupado várias posições na direção do IM, sempre procurava retornar ao trabalho de investigação científica, porém, sem o tempo necessário para tal. A SBMAC instituiu o Prêmio Beatriz Neves, de iniciação científica, concedido ao melhor trabalho submetido à análise da comissão julgadora.



CÂNDIDO LIMA DA SILVA DIAS (1913-1998)

Ingressou no curso de engenharia na Escola Politécnica de São Paulo, mas não concluiu porque transferiu-se para o Curso de Bacharelado em Matemática na USP, onde ao graduar-se foi contratado como assistente (de segunda categoria) do professor Luigi Fantappié; Em 1943 obteve o grau de doutor em Ciências (Matemática) ao defender a tese Estudo sobre as Homografias (Geometria) no concurso para a Cátedra de Geometria da Escola Politécnica da USP ; no período de 1948-1949 fez a pós-graduação em Harward University, University of Chicago e Princeton University; foi diretor de Matemática no CNPq, na década de 50; em 1951 recebeu pela 2ª vez o grau de doutor com a defesa da tese Espaços Vetoriais Topológicos e sua aplicação na teoria dos Espaços Funcionais Analíticos no Concurso de Admissão como professor catedrático da FFCL da USP; nesse mesmo ano foi admitido como Membro Titular na Academia Brasileira de Ciências (ABC); foi Diretor de Matemática no CNPq (década de 50); foi idealizador do IMPA do qual foi membro do Conselho Orientador; participou como organizador do 1º. Colóquio Brasileiro de Matemática realizado em Poços de Caldas de 1 a 20 de julho de 1957.



CHAIM SAMUEL HÖNIG(1926)

Fez pós-doutorado na França, na década de 50 com bolsas do CNPq e do CNRS. Desde 1975 é membro da Comissão Organizadora do Seminário Brasileiro de Análise.Na USP assumiu cargos de Vice- Diretor e depois de Diretor do IME, Coordenador e depois Presidente da Comissão de Pós-Graduação do IME, Presidente do Conselho de Pós-Graduação da USP, membro do Conselho Universitário e Presidente da Fundação Instituto de Física Teórica. Foi Coordenador de Assessoria de Matemática da FAPESP-SP e da CAPES. Do CNPq foi membro do Conselho Deliberativo e Coordenador do Comitê Assessor de Matemática. Foi também membro do Conselho Técnico -Científico do IMPA e Presidente do Conselho Deliberativo da FUVEST. É um cientista de renome nacional e internacional, tendo contribuído para a formação de recursos humanos qualificados em ciência e tecnologia e para o desenvolvimento e consolidação dos programas de pesquisa e ensino de Matemática no Brasil.


DJAIRO GUEDES DE FIGUEIREDO (1926)

Atualmente trabalha na Universidade do ABC; Em 1992 foi premiado com a Bolsa de Reconhecimento Acadêmico Zeferino Vaz pelo Conselho Universitário da UNICAMP; em 1995 foi agraciado com a Ordem Nacional do Mérito Científico na categoria Grã-Cruz; em 2000 foi admitido como Membro Titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo; em 2001 ganhou o prêmio Fellow, da Third World Academy of Sciences; em 2004 recebeu o título de Professor Emérito da Universidade Estadual de Campinas, e ganhou o Prêmio Doctor Honoris Causa, da Universidade Federal da Paraíba; desenvolve pesquisas em Equações Diferenciais Parciais, Equações Diferenciais Ordinárias, Análise Funcional não-Linear, Análise Matemática e Análise Funcional; já publicou mais de oitenta trabalhos em periódicos especializados, tendo contribuído também com a escrita de livros de matemática para cursos de graduação e pós-graduação; atualmente é o representante da área Matemática, Probabilidade e Estatística na CAPES; orientou várias dissertações de mestrado em Ciências (Matemática), e até o ano de 2005 orientou 21 teses de doutorado; a evolução do ensino e a consolidação da pesquisa matemática no Brasil muito devem aos esforços empregados por este matemático.


ELON LAGES LIMA (1939)

Em 1954 obteve na Universidade de Chicago, USA os graus de Mestre (1955) e Doutor (1958), este último com a tese: Duality and Postinikov Invariants, orientado por E. Spanier, em 1958, foi admitido como pesquisador do IMPA, tendo sido diretor e vice-diretor durante três períodos; foi Presidente da SBM de 1973 a 1975 e Coordenador do Comitê Assessor de Matemática do CNPq de 1975 a 1978; é Membro Titular da ABC e da Third World Academy of Sciences; é Professor Honoris Causa da Universidade Federal do Ceará, com a qual colaborou, em 1960, na implantação dos cursos de pósgraduação em Matemática (mestrado e doutorado); tem participado ativamente do CBM, tendo coordenado o 3º; de 1961 a 1967 lecionou em diversas Universidades dos EUA, como a University of Califórnia de 1964 a 1965, junto com Leopoldo Nachbin, organizou o mestrado em Matemática na UNB, entre 1955 e 2004 recebeu diversos títulos e prêmios, como a ordem do mérito cientifico na classe Gran Cruz, e premio Anísio Teixeira do ministério da Educação e do desporto. Orientou trinta dissertações de mestrado e uma tese de doutorado, em contribuído não só com a pesquisa matemática, mas também com a literatura brasileira em Matemática, tendo ganhado duas vezes o Prêmio Jabuti de Ciências Exatas, da Câmara Brasileira do Livro, pelas obras Espaços Métricos (1978) e Álgebra Linear (1996), respectivamente; é autor de mais de 80 livros sobre Matemática, coordenou o projeto IMPA-VITAE que, de 1990 a 1995, vem realizando cursos de aperfeiçoamento para professores de Matemática em onze cidades de oito estados brasileiros.


GUILHERME MAURÍCIO SOUZA MARCOS DE LA PENHA (1942-1996)

Fez pós-doutorado no Departamento de Matemática da Universidade Carnegie Mellon, Pittsburgh, Estados Unidos,quando trabalhou com G. Truesdell e M. Gurtin, daí seu interesse pela Mecânica dos Meios Contínuos, área de pesquisa que ajudou a desenvolver. Em 1969; organizou na COPPE o Programa de Engenharia Matemática, na época uma abordagem pioneira; nomeado Diretor Pró- Tempore do Instituto de Matemática da UFRJ, em 1971, transferiu o Programa de Engenharia Matemática para o IM-UFRJ, implantando o Mestrado em Matemática Pura ou Aplicada e o Doutorado em Ciências; em 1973 foi nomeado Diretor do IM-UFRJ; depois, foi nomeado Diretor de Desenvolvimento Científico da FINEP, Vice-Presidente do CNPq; Secretário de Educação do Ministério de Educação e Desportos (na época MEC), Diretor do Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém, Secretário da Organização dos Estados Americanos (OEA); Secretário de Cultura do Estado do Pará, e Diretor de Programas Espaciais da Secretaria de Assuntos Estratégicos. Muito contribuiu para a vida acadêmica e a administração de Ciência e Tecnologia no Brasil. A SBMAC instituiu o Prêmio Guilherme De La Penha, nas categorias de mestrado e doutorado, concedido à melhor dissertação de mestrado e à melhor tese de doutorado submetidas à análise da comissão julgadora.


JACOB PALIS JUNIOR (1940)

De 1964 a 1966 estudou na University of California, USA, sob orientação de Stephen Smale, obtendo o grau de mestre em 1966 (sem tese); no doutorado foi orientado pelo mesmo matemático defendendo a tese: ON MORSE-SMALE DYNAMICAL SYSTEMS em 1967, regressando ao Brasil em 1968, foi admitido como Pesquisador do IMPA, onde exerceu várias posições, inclusive de diretor no período de 1993 a 2003, trabalhando na consolidação do IMPA como um dos mais importantes institutos de pesquisa matemática da América Latina; é membro titular da ABC, tendo sido presidente (2001-2004); integra também as academias de ciência da França, EUA, Índia, México, Chile e do Terceiro mundo; foi presidente da SBM de 1979 a 1981; foi membro do Conselho Consultivo da CAPES nos períodos de 1974 a 1975 e de 1988 a 1990; há vários anos é membro do Conselho Consultivo do CNPq; orientou 40 teses de doutorado de estudantes de 11 paises, tem publicado 80 artigos científicos em importantes periódicos de circulação internacional; ganhou vários prêmios no Brasil e no exterior (entre eles o Moinho Santista em Matemática, 1976, Medalha de Honra ao Mérito da Capes, do Mérito Científico da Fundação Carlos Chagas, da FAPERJ, e outros); além de lecionar em importantes universidades européias e americanas; atualmente, coordena o Projeto “Instituto do Milênio” – Avanço Global e Integrado da Matemática Brasileira. Tem prestígio nacional e internacional e muito contribui para o desenvolvimento do ensino e consolidação da pesquisa matemática no Brasil.



KETI TENENBLAT (1944)

Nasceu na Turquia. Cursou o mestrado em Matemática na University of Michigan, at Ann Arbor, USA, de 1968 a 1969, obteve o grau de doutora em Matemática no IMPA, em 1972, com a tese: Uma Estimativa dos comprimentos de Geodésicas Fechadas em Variedades Riemannianas (Geometria Diferencial)sob orientação de Manfredo Perdigão do Carmo; de 1975 a 1978 realizou pós-doutorado na University of California, Berkley, USA, e, em contato com S. S. Chern passou a se interessar pelo inter-relacionamento entre Geometria Diferencial e Equações Diferenciais. Visitou, entre outras a Yale University e Institute of Theoretical Phisics, at Santa Barbara; lecionou no IM-UFRJ, no período de 1970 a 1973; em 1973 ingressou na UnB, onde atualmente é Pesquisadora Associada Senior do Departamento de Matemática, onde ocupou vários cargos; realiza pesquisa em Geometria Diferencial, Equações Diferenciais Parciais e Matemática aplicada, tendo desenvolvido o software "Acogeo" de computação gráfica para o estudo da Geometria Diferencial em conjunto com H. P. Coelho e M.T. J. Gaspar; sua produção científica inclui os livros Transformações de Superfícies e Aplicações IMPA, 1981 e Introdução à Geometria Diferencial, Editora UnB, 1988, a editoração, em colaboração com o Prof. B. Lawson, do livro Differential Geometry Pittman Monographs, 1991, Transformations of Manifolds and Applications to Differential Equations, Pitman Monographs 1998, 6 capítulos de livros, 50 artigos completos publicados em revistas de circulação internacional, orientou dezenove dissertações de mestrado e oito teses de doutorado. foi a primeira mulher brasileira a obter o grau de doutor em Ciências (Matemática) pelo IMPA.


LEOPOLDO NACHBIN (1922-1993)

Publicou em 1941, por indicação G. Mammana, o artigo sobre a Permutabilidade entre Operações de Passagem ao Limite e de Integração de Equações Diferenciais; publicou sobre Espaços Vetoriais Topológicos; no final da década de 1940, obteve em Topologia um dos seus importantes resultados; no período de 1941 a 1947, lecionou na ENE e na FNFI;em 1946 ingressou no Núcleo Técnico Científico de Matemática da UFG; com a fundação CBPF em 1949, abriu-se a única possibilidade de pesquisa no Rio de Janeiro para os matemáticos, já que na Universidade do Brasil a pesquisa inexistia; e em 1952, foi um dos principais articuladores para criação do IMPA e também fez parte desta Instituição; em 1960, foi convidado para trabalhar no Instituto Central de Matemática.da Unb; coordenando o programa mestrado em Ciências (Matemática); publicou 4 livros no exterior e vários livros no Brasil; foi o 1º matemático brasileiro a ser convidado pela Comissão Organizadora do International Congresso of Mathematicians para realizar uma conferência, onde abordou temas sobre Álgebras Topológicas, Funções Diferenciáveis e Aproximação Polinomial Ponderada;na década de 70 estabeleceu no IM-UFRJ o programa de pesquisa de estudo sobre Análise Complexa em Dimensão Infinita; em 1962 foi o primeiro brasileiro a ganhar o premio Moinho Santista de Matemática;entre 1948 e 1987 foi professor na University of Chicago, USA, na Faculté des Sciences de Paris, França, entre outras, tendo sido membro do Institute for Advanced Study, Princeton, USA; orientou 21 teses de doutorado no Brasil e no exterior e 23 dissertações de mestrado no IMPA; faleceu no Rio de Janeiro em 3/4/1993; a evolução da matemática no Brasil muito deve aos esforços empregados por Nachbin; sua produção cientifica está registrada em periódicos de circulação internacional.


LUIZ ADAUTO DA JUSTA MEDEIROS (1926)

Defendeu no IMPA em 1965, a tese: Temporally Inhomogeneous Nonlinear Wave quations in Hilbert Spaces; por intermédio de Felix E. Browder, iniciou um trabalho sobre equações hiperbólicas não lineares tendo oportunidade de se relacionar com o Professor Jacques-Louis Lions, da Universidade de Paris, onde fez o seu Pós-Doutorado; daí em diante vem desenvolvendo estreita colaboração científica com o Professor Lions, resultando na formação de uma equipe de pesquisa em Equações Diferenciais Parciais e Controle Ótimo no IM-UFRJ. Neste mesmo instituto foram publicados vários resultados de pesquisas. Após a participação em um Colóquio internacional sobre Equações Diferenciais Parciais e Mecânica, possibilitou o intercâmbio com instituições estrangeiras. Contribuindo para a formação de recursos humanos bem qualificados, trabalhou em várias universidades brasileiras, no Peru e na Bulgária, onde ganhou diversos prêmios; é membro associado da ABC; em 1952 a convite do Professor José Abdelhay, iniciou sua carreira acadêmica na UFRJ, onde se aposentou na compulsória em 1996 como Professor Titular; continua seu trabalho acadêmico, o que lhe permite o fato de ser Professor Emérito. O seu trabalho como professor e sua produção científica são de valores inestimáveis para a História da Matemática brasileira que, hoje, desfruta do maior prestígio no cenário matemático internacional.


MANFREDO PERDIGÃO DO CARMO (1928)

Na University of California, Berkley, USA, sob a orientação de S.S.Chern obteve o grau de PHD em Matemática, em janeiro de 1963, com a tese:The Cohomology Ring of Certain Kallerian Manifolds (Geometria Diferencial); de volta ao Brasil, trabalhou no IMPA, UnB e UFC; fez pós-doutorado no ano de 1969, na University of California, Berkley sendo também professor visitante dessa instituição; participou do 5º. CBM proferindo a conferência: Geodésicas e Curvaturas em Geometria Riemanniana; de 1970 a 1990 assumiu vários cargos na ABC com membro titular e presidente da SBM; em 1978 foi convidado pela International Mathematical Union para apresentar os seus trabalhos no Congresso Internacional de Matemáticos; de 1983 a 1993 participou da Comissão de Seleção da ABC; em 1984 recebeu o Prêmio Nacional de Ciência e Tecnologia (Prêmio Almirante Álvaro Alberto para a Ciência e Tecnologia do MCT); de 1987 à 2003 obteve importantes cargos e títulos como o prêmio em Matemática da Third World Academy of Sciences, em 1992; até 2001 já havia orientado 24 teses de doutorado. Alguns dos seus alunos se transformaram em matemáticos destacados; escreveu dez livros com a finalidade de aclarar a literatura existente em Geometria Diferencial, sendo criador da ativa escola de Geometria Diferencial no Brasil.


MARIA LAURA MOUZINHO LEITE LOPES (1917)

Ao ser aprovada, em 1949, obteve a livre docência em Geometria pela FNFi, e com isto o doutorado em Ciências (Matemática), com a defesa da tese: Espaços Projetivos- Reticulados de seus Subespaços, orientada em seus estudos pelo professor visitante português, Antônio Aniceto R. Monteiro; foi uma das primeiras mulheres brasileiras a obter o grau de doutor em Ciências (Matemática) via livre docência; no início da década de cinqüenta esteve na University of Chicago, fazendo estudos de pós-doutorado em Matemática; e em 1951, foi admitida como membro associado na academia Brasileira de Ciências (ABC); em 1953 foi nomeada Professor Catedrático interino da cadeira de Geometria da FNFi; com a Reforma Universitária e a extinção da cátedra em 1960, ela passou a Professor Titular do IM-UFRJ, instituição sucessora da Universidade do Brasil; com o golpe militar, foi aposentada em 1969 pelo AI-5, nesta época era casada e junto com seu marido (o físico José Leite Lopes) teve que deixar o país; a convite, foram apar a França, ela para o Institut de Recherches sur l'Enseignement dês Mathématiques( IREM), onde teve a oportunidade de aprofundar a visão dos problemas da Educação matemática e ali realizou pesquisa nessa área; regressou ao Brasil em 1974 e a partir daí, passou a coordenar a equipe de que criou o GEPEM em 1976; após 1980 recebeu anistia e foi reintegrada à UFRJ quando passou a desenvolver, em Educação Matemática o projeto Fundão com apoio financeiro do SPEC/CAPES/PADCT que tinha por objetivo formação inicial e continuada de professores. Atualmente está aposentada pela UFRJ, mas como Professora Emérita, pode continuar atuando na instituição onde orientou vários trabalhos; tem participado de vários eventos no país e no exterior; participou ativamente das reuniões que culminaram com a criação da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM) da qual é Presidente de Honra.


MAURÍCIO MATOS PEIXOTO (1921)

Em 1948 recebeu o grau de doutor pela tese: Princípios Variacionais de Hamilton e da Menor Ação; e o segundo grau de doutor em Ciências (Matemática) ao defender a tese de livre-docência em Análise Matemática pela Universidade Rural do Rio de Janeiro, sob o título: Convexidade em Curvas; em 1952 foi aprovado em concurso público para a Cátedra de Mecânica Racional na ENE, defendendo a tese: Equações Gerais da Dinâmica (ED); em 1949, foi admitido na ABC; foi Presidente da SBM no período de 1975 a 1977; trabalhou para a criação do CNPq, criado em 1951; foi um dos fundadores do IMPA, em 1957 esteve na Princenton University , USA trabalhando em teoria qualitativa de ED com Solomon Lefschetz, sob influência de Lefschetz, passou a desenvolver trabalhos pioneiros em Sistemas Dinâmicos, área para a qual deu importantes contribuições; de 1961 a 1980 lecionou em diversas instituições no Brasil e no exterior, como na University of Califórnia, IME-USP e UnB; orientou 11 teses de doutorado em instituições brasileiras e estrangeiras; a tese de Ivan Kupta, um de seus primeiros orientandos, defendida em 1964, teve forte repercussão nacional e internacional, De 1954 a 1980 exerceu diversos cargos no CNPq. De 1969 a 2003 ganhou diversos prêmios e títulos, como a ordem Nacional do mérito científico na classe Grã-Cruz; em 2001, foi homenageado pelo Centro de História da Ciência da USP por ocasião de seus 80 anos; em 2003 foi agraciado pelo IMPA com o título de Pesquisador Emérito, é um dos mais importantes matemáticos brasileiros.



NELSON ONUCHIC (1926-1999)

Em 1957 obteve, com distinção, o grau de doutor em Ciências (Matemática) pela FFCL da USP, orientado por Samuel Hönig ao defender a tese intitulada Estruturas Uniformes Sobre p-Espaços e Aplicações da Teoria Destes Espaços em Topologia Geral. Subárea: Topologia; participou do 1º CBM Poços de Caldas em julho de 1957, onde proferiu duas conferências sobre Análise Funcional; em julho de 1959 participou do 2º CBM e apresentou a Comunicação: Estrutura Uniforme de Nachbin e p-espaços; em 1958 implantou o curso de Licenciatura em Matemática na FFCL em Rio Claro, (IGCE da UNESP); em 1959 esteve no Instituto de Matemática y Estadística de Montevideo, Uruguai, onde desenvolveu trabalho de Equações Diferenciais; em 1965 obteve livre-docência em Cálculo Diferencial e Integral ao defender a tese intitulada Comportamento Assintótico das Soluções de um Sistema de Equações Diferencias Ordinárias; em 1964 foi admitido com membro Associado da ABC e em 1976 passou à categoria de membro Titular; de 1969 a 1971 foi Professor Titular do Departamento de Matemática da EESC da USP, admitido por concurso ao defender a tese: Estabilidade de Sistemas Perturbados e Comportamento no Infinito de Sistemas de Equações Diferenciais com Retardamento no Tempo; aposentou-se em 1982 no Instituto de Ciência Matemática de São Carlos (ICMSC), da USP; escreveu para revistas e foi membro do corpo editorial de revistas internacionais e do periódico Jornal de Matemática e Estatística; orientou 14 dissertações de mestrado e 9 teses de doutorado em Ciências (Matemática), sua descendência matemática é expressiva.


Omar Catunda (l903-l963)

Em 1934, por meio de concurso público, foi contratado pela USP como assistente de primeira categoria de Luigi Fantappié, trabalhando com Teoria dos Funcionais Analíticos. Estudou na Universidade Roma de novembro de 1938 a março de 1939. Obteve o título de doutor ao defender para provimento de Cátedra na FFCL da USP, a tese Formas Diferenciais e suas Aplicações (Análise e Geometria). Estudou na Universidade de Princeton de 19465 a 1947. Orientou diversas teses de mestrado e doutorado, participou do 1º. e do 2º. Colóquio Brasileiro de Matemática, tendo proferindo conferências e cursos, além de ser um dos organizadores do segundo. Participou da 1ª Conferência de Educação Matemática, realizado em 1961, na cidade de Santa-Fé de Bogotá-Colômbia, onde apresentou um panorama da situação do Ensino da Matemática Elementar no Brasil. Escreveu diversos livros para o Ensino Universitário e para o Médio. Fomentou, na década de 50, um programa de intercâmbio entre a FFCL da USP e a Universidade da Bahia, atual UFBA, para estimular jovens docentes do Departamento da FFCL da Bahia para realizar estudos pós-graduados na FFCL da USP. Após aposentar-se na USP, foi a convite, em 1963 para a UFBA com o objetivo de reorganizar o Instituto de Matemática e Física, criado em 1961. Em 1968 o Instituto de Matemática foi desmembrado do de Física e foi criado o mestrado em Ciências (Matemática). A partir daí passou a integrar bancas examinadoras de mestrado e não mais orientou alunos. Foi aposentado compulsoriamente da UFBA aos setenta anos de idade. Foi um dos pioneiros da fase de consolidação da pesquisa matemática no Brasil.


URBANO DE VASCONCELLOS (1864-1901)
Em 1886 graduou-se engenheiro civil na Escola Politécnica, no Rio de Janeiro, onde faleceu em 1901. De 1886 a 1893 atuou na área de engenharia civil. Em 1893 adquiriu prática de magistério preparando candidatos para o ingresso na Escola Politécnica. Foi o primeiro Secretário Geral da Escola Politécnica de São Paulo, fundada em 1884. No mesmo ano foi nomeado Lente Substituto da Seção de Matemática. Em janeiro de 1885, foi nomeado Lente Catedrático da 1ª. e 2ª. Cadeira do curso geral do 1º. Ano: Geometria Analítica e Análise Infinitesimal. Em 1886 foi exonerado do cargo de Secretário Geral. A única participação brasileira no Congresso Internacional de Matemáticos, foi a de Urbano. Pelos dados que encontramos, ele atuava apenas na docência em cursos elementares. Sua menção neste trabalho se deve ao fato de que foi o único brasileiro presente ao Congresso Internacional de Matemáticos de 1900.
Referências Bibliográficas

SILVA, Clóvis Pereira. Sobre o início e Consolidação da pesquisa Matemática no Brasil – Parte I. In: RBHM, Vol. 6, nº 11, p. 67-96, 2006.


SILVA, Clóvis Pereira. Sobre o início e Consolidação da pesquisa Matemática no Brasil – Parte II. In: RBHM, Vol. 6, nº 12, p. 165-196, 2006.
DIAS, André Luís Mattedi. Matemática no Brasil: Um estudo da trajetória da historiografia. In: RBHM, Vol. 2, nº 4, p. 169-195, 2002.
D’AMBROSIO, Ubiratan. Um brasileiro no Congresso Internacional de Matemáticos de 1900. In: RBHM, Vol. 3, nº 5, p. 131-139, 2003.
http://www.abc.org.br/org/aca.asp?codigo=djairo, acessado em 14/02/2007.
http://www.dmm.im.ufrj.br/doc/beatriz.htm, acessado em 14/02/2007.
http://www.pucrs.br/famat/cnmac2004/premios.php#1, acessado em 21/02/2007.
http://www.ensinomedio.impa.br/participantes/index.htm, acessado em 14/02/2007.
http://www.impa.br/opencms/pt/pesquisa/pesquisa_pesquisadores/pesquisadores_elon_lages_lima/pesquisadores_elon_lages_lima.html, acessado em 26/02/2007.







©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal