Adama Brasil S. A. Rua Pedro Antônio de Souza, 400



Baixar 121.4 Kb.
Encontro18.09.2019
Tamanho121.4 Kb.





Adama Brasil S.A.

Rua Pedro Antônio de Souza, 400.

Parque Rui Barbosa.

CEP 86031-610 – Londrina – PR

Tel: (43) 3371 9000

Fax: (43) 3371 9017

Telefones de emergência:

Adama Brasil S.A. 0800 200 2345 Toxiclin Serviços Médicos Ltda. 0800 014 1149

RENACIAT (Rede Nacional de Centros de informação e Assistência Toxicológica) – 0800 722 6001.


FICHA DE EMERGÊNCIA



Nome Apropriado para o Embarque


SUBSTÂNCIA QUE APRESENTA RISCO PARA O MEIO AMBIENTE, SÓLIDA, N.E. (diuron e hexazinona)

HEXARON WG

Número de risco: 90
Número da ONU: 3077
Classe ou subclasse de risco: 9
Descrição da classe ou subclasse de risco: SUBSTÂNCIAS E ARTIGOS PERIGOSOS DIVERSOS
Grupo de Embalagem: III


Aspecto: Sólido em grânulos de cor marrom claro e com odor característico. INCOMPATIBILIDADE QUÍMICA: Incompatível com os produtos da classe 1.1, 1.2, 1.3, 1.4 (exceto grupo de compatibilidade S), 1.5 e 1.6. Incompatível com substâncias auto-reagentes (Subclasse 4.1) que contem o rótulo de risco subsidiário de explosivo e peróxidos orgânicos (subclasse 5.2) que contem o rótulo de risco subsidiário de explosivo.

EPI de uso exclusivo para a equipe de atendimento a emergência: máscaras de borracha ou silicone com filtro combinado com filtro mecânico para partículas classe P2, luvas de borracha nitrílica ou PVC impermeáveis e resistentes a rasgos e perfurações, óculos de segurança com proteção lateral/viseira, macacão de algodão impermeável com mangas compridas, botas de borracha capacete. O EPI do motorista e/ou equipagem está especificado na ABNT NBR 9735.

RISCOS


Fogo: O produto não é inflamável. A queima do produto pode produzir gases tóxicos e irritantes tais como, monóxido de carbono, dióxido de carbono, óxidos de nitrogênio, cloretos e outras substâncias orgânicas não identificáveis.

Saúde: tanto os herbicidas à base de uréia quanto os do grupo dos triazínicos apresentam baixa toxicidade sistêmica para humanos. Após a ingestão destes compostos, podem ocorrer sintomas como náusea, vômito e diarreia. Estudos em animais relataram que a ingestão de herbicidas triazínicos pode causar tremores musculares, tetania e ataxia. A ingestão de grandes quantidades de compostos à base de ureia pode causar metahemoglobinemia, com consequente cianose, depressão do SNC e hipoxemia (HSDB). O contato do produto com os olhos causa irritação ocular mínima..

Meio Ambiente: A dispersão no ambiente pode contaminar a área. Evite entrada em cursos de água. O produto é considerado perigoso ao meio ambiente. Solubilidade em água: o produto é dispersível em água. Densidade: aprox. 0,9308 g/cm3, à 20ºC

EM CASO DE ACIDENTE

Vazamento: Como ação imediata de precaução, isole a área de derramamento ou vazamento em um raio de 25 metros, no mínimo, em todas as direções. Em caso de derrame estanque o escoamento utilizando materiais adequados, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou corpos d’água. Piso pavimentado: recolher o material com auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. O produto derramado não deverá mais ser utilizado. Neste caso, consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para sua devolução e destinação final. Solo: retirar as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado, recolha esse material e coloque em um recipiente lacrado e devidamente identificado. Contate a empresa registrante conforme indicado acima. Corpos d’água: interrompa imediatamente a captação para o consumo humano ou animal, contate o órgão ambiental mais próximo e o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do corpo hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido. Precauções: Em caso de transbordo do produto, utilizar os EPIs adequados e proceder conforme descrito nesta ficha.

Poluição: evitar a contaminação dos cursos d’água caso seja usado água no combate ao incêndio, vedando a entrada de galerias de águas pluviais (boca de lobo). Avise a Defesa Civil: 199.

Envolvimento de pessoas: em caso de ingestão, inalação e contato com a pele levar o acidentado para um local arejado. Retirar as roupas contaminadas. Lave as partes do corpo atingidas com água. Se o acidentado estiver inconsciente e não respirar mais, não aplicar respiração boca a boca. Utilizar um intermediário (tipo Ambu®) para realizar o procedimento. Em caso de contato com os olhos, lave-os com água em abundância e no caso de ingestão lave a boca da vitima com água em abundância. Encaminhe ao serviço médico mais próximo levando esta ficha.

Informações ao Médico: Não há antídoto específico. Em caso de ingestão recente de grandes quantidades, procedimentos de esvaziamento gástrico, como lavagem gástrica, poderão ser realizados, sempre sendo realizadas com cuidado, visando prevenir aspiração pulmonar. Carvão ativado também poderá ser utilizado para evitar absorção do princípio ativo. O tratamento deverá compreender medidas de suporte, assistência respiratória, oxigenação, tratamento sintomático e correção de distúrbios metabólicos. Caso ocorra metahemoglobinemia utilizar Solução de Azul de Metileno (estéril) 1 a 2 mg/kg quando o nível sanguíneo for maior que 30 %. Monitorização da função hepática deverá ser mantida. Em caso de contato ocular, proceder à lavagem com soro fisiológico e encaminhamento para avaliação oftalmológica.

Observações: as instruções ao motorista, em caso de emergência, encontram-se descritas exclusivamente no envelope para transporte.



EM CASO DE EMERGÊNCIA LIGAR PARA:



  • POLÍCIA MILITAR 190

  • POLÍCIA RODOVIARIA FEDERAL 191

  • CORPO DE BOMBEIROS 193

  • DEFESA CIVIL 199

  • SUATRANS COTEC 0800 400 7070

  • TOXICLIN 0800 014 1149

11-3302-5300



  • ORGÃO DE MEIO AMBIENTE ESTADUAL



ACRE – Instituto de Meio Ambiente -IMAC
Fone: (68) 3224-5497

Fax: (68) 3224-5694



ALAGOAS - Instituto de Meio Ambiente-IMA
Fone: (82) 3315-1738/

Fax (82) 3315-1732



AMAPÁ - Secretaria de Estado de Meio Ambiente-SEMA
Fone: (96) 3212-5308

AMAZONAS - Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas

Fone/Fax - (92) 2123-6700



BAHIA - Centro de Recursos Ambientais - CRA
Fone: 0800 71 1400 / (71) 3117-1200

Fax: (71) 3117-1225



CEARÁ - Superintendência Estadual do Meio Ambiente -SEMACE
Fone: (85) 3101-5520 / 3101-5580

DISTRITO FEDERAL - Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Fone: (61) 3325-6868 / 3325-6861 / 3214-5682

ESPÍRITO SANTOInstituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – IEMA

Fone: (27) 3636-2608 / (27) 3636—2611 / (27) 3636-2523



GOIÁS - Agência Ambiental de Goiás

Fone: (62) 3265-1300

Fax: (62) 3265-1350


MARANHÃO - Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais - SEMA
Fone: (98) 3194-8900 / 9137-6513

MATO GROSSO - SEMA - Secretaria de Estado do Meio Ambiente
Fone: (65) 3613-7200

MATO GROSSO DO SUL - Superintendência de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - SUPEMA
Fone: (67) 3318-5600 / 3318-5712 - Fax: (67) 3318-5632

MINAS GERAIS - Fundação Estadual de Meio Ambiente-FEAM
Fone: (31) 3915-1236 / (31) 9822-3947 / 9825-3947

PARÁ - Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMA
Fone: (91) 3184-3362 / 3184-3394 / 3184-3383

PARAÍBA - Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente - SECTMA
Fone: (83) 3218- 4371 / 3218-4373

PARANÁ - Instituto Ambiental do Paraná - IAP
Fone: (41) 3213-3700

PERNAMBUCO – Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - CPRH
Fone: (81) 3182-8800 Fax: (81) 3441-6088

PIAUÍ - Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - SEMAR
Fone: (86) 3216-2033 / 3216-2039 - Fax: (86) 3216-2032

RIO DE JANEIROSecretaria de Estado do Ambiente – SEA

Fone: (21) 2332-6138 / (21) 2332-6068



RIO GRANDE DO NORTE - Instituto de Defesa do Meio Ambiente - IDEMA
Fone: (84) 3232-2110 / 3232-2111 / 3232-1976

RIO GRANDE DO SUL - Secretaria do Meio Ambiente - SEMA
Fone: (51) 3288-8100 - Celular: (51) 9982-7840

RONDÔNIA - Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental - SEDAM
Fone: (69) 3216-1084 / 3216-1045 - Fax: (69) 3216-1059

RORAIMA - Departamento Estadual de Meio Ambiente -DMA
Fone: (95) 3623-8553 / 3623-2505

SANTA CATARINA - Fundação do Meio Ambiente - FATMA
Fone: 0800 644 1523 / (48) 3622-5910

SÃO PAULO - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental-CETESB
Fone: (11) 3133-3000 - Fax: (11) 3133-3402

SERGIPE – Secretaria de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - SEMA
Fone: (79) 3179-7300 / 3179-7305

TOCANTINS - Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente
Fone: (63) 3212-4401



  • CENTROS DE CONTROLE DE INTOXICAÇÕES



RENACIAT: Disque Intoxicação

Rede Nacional de Centros de Informação e Assistência Toxicológica: 0800 722 6001



Elaboração Toxiclin: 16/01/2017 Revisão (00): 00/00/0000






Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande