Aal atm adaptation layer, camada de adaptação atm


Content-addressable memory, memória endereçável por conteúdo



Baixar 5.88 Mb.
Página15/111
Encontro07.10.2019
Tamanho5.88 Mb.
1   ...   11   12   13   14   15   16   17   18   ...   111

Content-addressable memory, memória endereçável por conteúdo. Consulte memória associativa.

cama da de enlace de dados

Camada 2 do modelo de referência OSI. Essa camada fornece trânsito de dados confiável através de um link físico A camada de enlace de dados lida com endereçamento físico, topologia de rede, disciplina de linha, notificação de erros, entrega ordenada de quadros e controle de fluxo O IEEE dividiu essa camada em duas subcamadas: a subcamada MAC e a subcamada LLC. Às vezes simplesmente chamada de camada de enlace. Corresponde, a grosso modo, à camada de controle de enlace de dados do modelo OSI. Consulte também camada de aplicação, LLC, MAC, camada de rede, camada física, camada de apresentação, camada de sessão e camada de transporte.



camada ATM

Subcamada independente de serviços da camada de enlace em uma rede ATM. A camada ATM recebe os segmentos payload de 48 bytes a partir da AAL e anexa um cabeçalho de 5 bytes a cada um, produzindo células de ATM de 53 bytes padrão. Essas células são passadas para a camada física para a transmissão através do meio físico. Consulte também AAL.



camada de aplicação

Camada 7 do modelo de referência OSI. Essa camada fornece serviços aos processos de aplicativo (como por exemplo, correio eletrônico, transferência de arquivos e emulação de terminal) que estão no exterior do modelo OSI. A camada de aplicação identifica e estabelece a disponibilidade dos parceiros de comunicação pretendidos (e os recursos exigidos para conectá-los), sincroniza aplicativos de cooperação e estabelece acordo em procedimentos de recuperação de erro e controle da integridade dos dados. Corresponde aproximadamente à camada de serviços de transação no modelo SNA. Consulte também camada de enlace de dados, camada de rede, camada física, camada de apresentação, camada de sessão e camada de transporte.



camada de apresentação

A camada 6 do modelo de referência OSI. Essa camada garante que as informações enviadas pela camada de aplicação de um sistema sejam legíveis para a camada de aplicação de outro sistema. Acamada de apresentação é também relacionada às estruturas de dados usadas por programas e, portanto, negocia a sintaxe da transferência de dados para a camada de aplicação. Corresponde aproximadamente à camada de serviços de apresentação do modelo SNA. Consulte também camada de aplicação, camada de enlace de dados, camada de rede, camada física, camada de sessão, and camada de transporte.



camada de controle de caminho

A camada 3 no modelo de arquitetura SNA. Essa camada executa serviços de seqënciamento relacionados à reunião de dados apropriada. A camada de controle de caminho é também responsável pelo roteamento. Corresponde aproximadamente à camada de rede do modelo OSI. Consulte também camada de controle de fluxo de dados, camada de controle de enlace de dados, camada de controle físico, camada de serviços de apresentação, camada de serviços de transação e camada de controle de transmissão.



camada de controle de enlace de dados

A camada 2 no modelo arquitetônico SNA. Responsável pela transmissão de dados por um determinado link físico. Corresponde, a grosso modo, à camada de enlace de dados do modelo OSI. Consulte também camada de controle de fluxo de dados, camada de controle de caminho, camada de controle físico, camada de serviços de apresentação, camada de serviços de transação e camada de controle de transmissão.



camada de controle de fluxo de dados

A camada 5 do SNA modelo arquitetônico Essa camada determina e gerencia as interações entre os parceiros de sessão, particularmente o fluxo de dados. Corresponde à camada de sessão do modelo OSI. Consulte também camada de controle de enlace de dados, camada de controle de caminho, camada de controle físico, camada de serviços de apresentação, camada de serviços de transação e camada de controle de transmissão.



camada de controle de transmissão

Camada 4 no modelo de arquitetura SNA. Essa camada é responsável por estabelecer, manter e terminar sessões SNA, dar seqüência às mensagens de dados e controlar o fluxo de nível de sessão. Corresponde à camada de transporte do modelo OSI. Consulte também camada de controle de fluxo de dados, camada de controle de enlace de dados, camada de controle de caminho, camada de controle físico, camada de serviços de apresentação e camada de serviços de transação.



camada de controle físico

Camada 1 no modelo de arquitetura SNA. Essa camada é responsável pelas especificações físicas dos links físicos entre os sistemas finais. Corresponde à camada física do modelo OSI. Consulte também camada de controle de fluxo de dados, camada de controle de enlace de dados, camada de controle de caminho, camada de serviços de apresentação, camada de serviços de transação e camada de controle de transmissão.



camada de enlace

Consulte camada de enlace de dados.



camada de rede

Camada 3 do modelo de referência OSI. Essa camada fornece conectividade e seleção de caminho entre dois sistemas finais. A camada de rede é a camada em que ocorre o roteamento. Corresponde aproximadamente à camada de controle de caminho do modelo SNA. Consulte também camada de aplicação, camada de enlace de dados, camada física, camada de apresentação, camada de sessão e camada de transporte.



camada de serviços de apresentação

A camada 6 do modelo de arquitetura SNA . Essa camada fornece gerenciamento de recursos de rede, serviços de apresentação de sessão e alguns gerenciamentos de aplicativos. Corresponde aproximadamente à camada de apresentação do modelo OSI. Consulte também camada de controle de fluxo de dados, camada de controle de enlace de dados, camada de controle de caminho, camada de controle físico, camada de serviços de transação, and camada de controle de transmissão.



camada de serviços de transação

Camada 7 no modelo de arquitetura SNA. Ela representa as funções de aplicativo de usuário, como, por exemplo, planilhas eletrônicas, processador de texto ou correio eletrônico pelos quais os usuários interagem com a rede. Corresponde aproximadamente à camada de aplicação do modelo de referência OSI. Consulte também camada de controle de fluxo de dados, camada de controle de enlace de dados, camada de controle de caminho, camada de controle físico, camada de serviços de apresentação e camada de controle de transmissão.



camada de sessão

Camada 5 do modelo de referência OSI. Essa camada estabelece, gerencia e encerra sessões entre aplicativos e gerencia trocas de dados entre as entidades da camada de apresentação. Corresponde à camada de controle de fluxo de dados do modelo SNA. Consulte também camada de aplicação, camada de enlace de dados, camada de rede, camada física, camada de apresentação e camada de transporte.



camada de transporte

Camada 4 do modelo de referência OSI. Essa camada é responsável pela comunicação de rede confiável entre nós de extremidade. A camada de transporte fornece os mecanismos para estabelecer, manter e terminar circuitos virtuais, detectar e recuperar falhas de transporte e controlar o fluxo de informações. Corresponde à camada de controle de transmissão do modelo SNA. Consulte também camada de aplicação, camada de enlace de dados, camada de rede, camada física, camada de apresentaçãoe camada de sessão.



camada física

Camada 1 do modelo de referência OSI. A camada física define as especificações funcionais, de procedimentos, mecânicas e elétricas para ativar, manter e desativar o link físico entre os sistemas finais. Corresponde à camada de controle físico no modelo SNA. Consulte também camada de aplicação, camada de enlace de dados, camada de rede, camada de apresentação, camada de sessão e camada de transporte.



caminho virtual

Agrupamento lógico de circuitos virtuais que conectam dois locais. Consulte também circuito virtual.



caminho virtual permanente

Consulte PVP.



Canadian Standards Association

Consulte CSA.



canal

1.) Um caminho de comunicação. Vários canais podem ser multiplexados por um único cabo em certos ambientes.


2.) Na IBM, o caminho específico entre computadores de grande porte (como, por exemplo, mainframes) e dispositivos periféricos conectados.

canal B



1   ...   11   12   13   14   15   16   17   18   ...   111


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal