A virtude Está no Meio



Baixar 7.58 Kb.
Encontro03.10.2019
Tamanho7.58 Kb.

A Virtude Está no Meio
Ética a Nicomaco,

Texto de Aristóteles



“Antes de tudo, devemos notar que as ações estão sujeitas a se tornar imperfeitas ou por escassez ou por excesso, como podemos ver a propósito da força e da saúde: de fato, tanto os excessivos quanto os escassos exercícios físicos prejudicam a força, assim como beber e comer quando superabundantes ou insuficientes estragam a saúde, ao passo que a justa proporção a produz, aumenta e preserva.

O mesmo acontece com a moderação, a coragem e as outras virtudes. De fato, quem evita e teme qualquer coisa e nada enfrenta torna-se tímido; quem, ao contrário, não teme absolutamente nada, mas enfrenta qualquer coisa, torna-se temerário. Do mesmo modo, quem goza de todo tipo de prazer e não se abstém de nenhum se torna intemperante; quem, no entanto, foge de todos, como os rústicos, torna-se insensível. Portanto, a moderação e a coragem são prejudicadas tanto pelo excesso quanto pela escassez, ao passo que são preservadas no caminho do meio...



A virtude é, portanto, uma ordenação de intenções, que consiste na mediação em relação a nós mesmos, definida pela razão e estabelecida como faria o homem sábio. É uma mediação entre dois vícios: um por excesso, outro por escassez. E como alguns vícios são por escassez e outros são por excesso do que é devido, seja nas paixões, seja nas ações, a virtude encontra e escolhe o justo meio”.

nossas ações são imperfeitas quando exageramos ou fazendo muito ou fazendo pouco alguma coisa


por isso, o equilíbrio, ou o meio termo entre opostos, é o recomendado para a virtude que leva ao bem viver – a felicidade



é recorrendo a razão que nos equilibramos – é o pensamento que nos ajuda a regular nossas ações e sentimentos para alcançarmos a felicidade





©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal