A terra e a lua



Baixar 0.8 Mb.
Página1/16
Encontro07.10.2019
Tamanho0.8 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16

A TERRA E A LUA



PREFÁCIO
Em todas as épocas houve criaturas puras e devotas que ouviam a voz do Espírito Divino em seus corações.

Todos nós conhecemos as diversas passagens do Velho Testamento, quando o profeta fala: “E a palavra do senhor veio a mim”!

Seria admissível que esta união íntima entre Deus e o homem, como nos foi relatado por Moysés, Samuel, Isaías e outros profetas e iluminados, não mais fosse possível em nossa época?

Não é Deus, o Senhor, desde os primórdios, o Mesmo, e as criaturas de hoje não são elas da mesma índole como de antanho? – Seria inteiramente ilógico admitir que Deus falasse apenas para Moysés e os profetas, e jamais a outros filhos Seus e que a bíblia encerrasse todas as revelações de maneira definitiva. Somente os crentes na letra poderiam ter tal compreensão!

Sabemos também, através de fontes autênticas, que a voz interna, sendo meio para a revelação divina, já iluminava’antes de Moysés, os “Filhos do Alto”, - como por exemplo por Henoch – alegrando também aqueles que a procuravam saudosamente, depois dos apóstolos. Qual traço luminoso, projeta-se o conhecimento da voz interna pela História dos séculos cristãos. O significado da revelação interna para o homem, bem o conheciam e o apontavam Sto. Agostinho e S. Jerônimo, como também os místicos da Idade Média: Bernardo de Clairvaux, Tauler, Suso e Thomás de Kempen. Além desses, muitos outros santos da Igreja Católica, Jacob Bohme e mais tarde os visionários nórdicos Emanuel Swedenborg, receberam revelações pela voz interna.

Pelo próprio Senhor, Jesus, o “Verbo Vivo de Deus” foi prometido: “Aquele que cumprir Meus Mandamentos (da humildade e do amor) é que Me ama. E aquele que me ama será amado por Meu Pai e Eu o amarei e Me manifestarei a ele” (João 14, 21). – E mais adiante: “O Espírito Santo quer Meu Pai enviará em Meu nome, ensinar-vos-á todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos foi dito”. (João 14, 26)




NOVA REVELAÇÃO PARA A ÉPOCA ATUAL

Este fluxo espiritual da palavra interna, todavia, não pôde impedir que a grande Dádiva de Luz enviada pelo Pai, em Jesus, aos homens, fosse obscurecida no decorrer dos séculos, pelo amor próprio da humanidade, sendo, pouco a pouco, quase que exterminada.

Como os homens, na maioria, não se deixam guiar pelo Espírito de Deus, preferindo seguir suas tendências egoísticas e voluntariosas, as sombras de uma noite espiritual se manifestavam mais e mais, tanto que a queda completa da fé e do amor a Deus (não obstante a bíblia e a igreja) exigia uma nova e grande revelação da Vontade Divina para a nossa época.

Prevendo a evolução desastrosa do mundo, em conseqüência das guerras passadas, o Pai da Luz transmitiu esta grande Nova Revelação no decorrer do último século, a diversos povos da Terra, anunciando, através de profetas e outros iluminados, a Velha e Verdadeira Doutrina de Jesus Christo, ou seja a Religião do Amor.

A revelação mais imponente foi transmitida, no idioma alemão, durante os anos de 1840 a 1864, a um homem simples e de alma pura chamado Jacob Lorber, que, pela vos interna do espírito, recebeu comunicações incalculavelmente profundas sobre a Divindade, a Criação, o plano de salvação e o Caminho Para a Vida Eterna.

JACOB LORBER

Sobre a vida desse instrumento da Graça e do Amor Divinos, existe uma pequena biografia dada por um amigo e conterrâneo de Jacob Lorber.

Nascido a 22 de julho de 1800, numa pequena vila de nome Kanischa, na Austrália, era filho de pais pobres que viviam do cultivo da vinha.

Cursou, com grandes sacrifícios o ginásio, dando aos colegas mais novos aulas de música. A contingência da vida, porém, obrigou-o a interromper seus estudos e a empregar-se como professor, o que lhe proporcionou os meios para concluí-los.

Como teve a oportunidade de ouvir e conhecer pessoalmente o grande violinista Paganini, recebendo até algumas aulas desse “virtuose”, surgiu em sua alma o desejo de abandonar o professorado e dedicar-se inteiramente a música. Mas também esta ocupação não o satisfazia inteiramente. Interessava-se muito pela astronomia, tanto que construiu um telescópio para aprofundar-se nas maravilhas do céu estelar. Nos livros de conterrâneos iluminados, como Justino Kerner, Swedenborg, Tennhardt, Kerning e outros, principalmente no Livro dos livros, a Bíblia, procurava conhecimento do mundo dos espíritos e sua relação com a nossa vida.


CONVOCAÇAO

Assim se passaram quarenta anos de sua vida simples, quando um acontecimento notável lhe mostrou qual a missão que as Forças do Céu lhe destinavam.

Era março e 1840, quando Lorber recebia de Trieste uma oferta para regente, que representava para ele um bom sustento material. No dia 15, porém, quando Lorber acordava cheio e esperança e alegria e fazia sua prece matinal, - eis que ouve uma voz no coração: “Levanta-te e escreve!”

Perplexo, ele obedece a essa voz. Toma a pena e escreve as palavras que ouvia numa admiração sagrada, como um fluxo de pensamentos claros em seu coração:

“Assim fala o Senhor para cada um e isto é verdadeiro, fiel e certo: Quem quiser falar Comigo que venha a Mim e Eu lhe daria a resposta em seu coração. Somente os puros, porém, cujos corações são cheios de humildade, deverão ouvir o som de Minha Voz. E quem Me prefere diante de todo mundo, quem Me ama como uma noiva dedicada ama um noivo, com este Eu caminharei de braços dados; poderá ver a Mim como um irmão vê seu outro irmão e como Eu o vi desde Eternidades, antes que ele existisse!”

Enquanto Lorber ouvia e escrevia essas palavras, as lágrimas lhe corriam. Teria o Altíssimo o considerado digno de dar uma mensagem a Humanidade, como fez com os profetas? Isto era quase inacreditável! A Voz, porém, continuava a falar com toda clareza e persistência, tanto que Lorber se viu obrigado a pegar de novo na pena para escrever o que lhe era dito. E assim surgiu um capítulo inteiro, cheio de maravilhosos ensinamentos de amor e de sabedoria. No dia seguinte, o mesmo, - um capítulo após o outro!

Podia ele se esquivar dessa voz maravilhosa? – Não! – Mas, e o emprego em Trieste? Não seria loucura desistir de um ganha pão certo, só por causa desse fenômeno que não sabia explicar?



  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal