A sabedoria que a Gente Não Sabe



Baixar 9.44 Kb.
Encontro12.10.2018
Tamanho9.44 Kb.



Publicações Recentes


A Sabedoria que a Gente Não Sabe. Organizado por Walter Melo e Ademir Pacelli Ferreira, publicado no Rio de Janeiro, em 2011, pelo Espaço Artaud, o livro apresenta uma coletânea de artigos oriundos dos três primeiros Encontros de Arte & Saúde Mental, organizados pelo Espaço Artaud, em parceria com o Núcleo de Estudo, Pesquisa e Intervenção em Saúde (NEPIS) da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com o Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e com o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (LAPS) da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz). A primeira parte do livro é constituída por pesquisas acadêmicas que estudam propostas e ações intersetoriais entre o campo da saúde mental e trabalhos culturais; a segunda parte traz artigos relatando algumas experiências.
Cinema na Praça: intervenção na cultura. Organizado por Gina Ferreira e Ana Maria Jacó-Vilela, publicado em São Paulo, em 2012, pela editora All Print, a coletânea de artigos versa sobre a possibilidade de transformar o imaginário social da loucura, através de uma intervenção a partir de sessões de cinema na praça da cidade de Paracambi, como uma das ações de desconstrução do macro-hospício existente na cidade. Trata-se, portanto, de relatos dessa importante experiência de Reforma Psiquiátrica, que alia a saúde aos temas da diversidade cultural.
Experiência elementar em psicologia: aprendendo a reconhecer, de Miguel Mahfoud (Brasília: Universa; Belo Horizonte: Artesã, 2012. 247 p). O livro apresenta o conceito de “experiência elementar” – cunhado por Luigi Giussani – em suas implicações para a intervenção psicológica, revisitando temas como realismo, razoabilidade e moralidade para buscar identificar o elemento propriamente humano da experiência. Indicam-se consequências para a dinâmica da elaboração da experiência humana advindas da desqualificação de questionamentos radicais (levada a cabo tanto pela pessoa quanto pela cultura em que está inserida). Aponta-se, também, a dinâmica da liberdade como possibilidade aberta no campo tenso entre as grandes aspirações que emergem na experiência e suas constantes negações.
Karin Ellen Von Smigay: A alteridade masculina na letra de uma mulher. DVD organizado por Maria Ignez Costa Moreira e Maria Lúcia Miranda Afonso, publicado em Belo Horizonte, pela Rede de Cidadania Matheus Afonso Medeiros, 2012. É documento importante para a história da Psicologia Social e, em especial, para os estudos de gênero. O disco é uma homenagem a Karin Ellen Von Smigay (8/10/1948-12/2/2012), psicóloga, professora, pesquisadora, artista, empresária, militante e teórica feminista. Além de trazer informações biográficas sobre a homenageada, ele traz duas publicações dela – Relações violentas no espaço da intimidade: drama privado ou tragédia pública? (Tese de Doutorado, Puc/SP, 2000); Paternidade negada: uma contribuição ao estudo do aborto provocado (Dissertação, UFMG, 1993) – e uma entrevista por ela concedida, em 2001, a Adriano Henrique Nuernberg, autor da tese Gênero no contexto da produção brasileira em Psicologia.
Juventude em movimento: uma experiência de extensão universitária a partir do IV Jubra, livro organizado por Luiz Carlos Castelo Branco Rena (coordenador), Letícia Soares de Sousa, Rubens Ferreira do Nascimento e Vicente Almeida, Belo Horizonte, Ed. Puc/Minas, 2012. É uma publicação com relatos de experiências interdisciplinares em que cerca de 200 jovens de escolas públicas e de projetos sociais de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Sabará, Ribeirão das Neves e Santa Luzia são protagonistas de discussões sobre violência, redes sociais, discriminação, política e drogas. Eles são membros do projeto de extensão Jubra Jovem. Em pequenos grupos, acompanhados por estudantes universitários de diferentes formações, eles são estimulados a exercer a cidadania, por meio do diálogo e da reflexão crítica. Falam sobre si, seus pares, comunidades e famílias, diagnosticam suas realidades e propõem intervenções no sentido de aprimorarem coletiva e politicamente seus vínculos sociais e suas vidas.
Analytica: Revista de Psicanálise. O Núcleo de Pesquisa e Extensão em Psicanálise (NUPEP) da Universidade Federal de São João del-Rei lançou versão eletrônica de seu novo periódico científico semestral. Analytica começou a circular a partir de 28 de setembro de 2012, no endereço http://www.ufsj.edu.br/analytica/. A publicação tem por objetivo publicar investigações teóricas, relatos de pesquisas, debates, entrevistas e resenhas que tragam novas abordagens de análise, de críticas e de reflexão sobre temas vinculados ao referencial psicanalítico e suas interlocuções, enfocando as relações entre sociedade e cultura. As normas para envio de artigos, as regras do processo de avaliação, os itens de verificação para submissão e a política de privacidade podem ser acessados no sítio indicado acima.



Pesquisas e Práticas Psicossociais 7(2), São João del-Rei, julho/dezembro 2012







©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal